Bem-vindo ao Blog Celso Branicio -

Pesquisar dentro deste blog

Mostrando postagens com marcador BONUS 2016. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador BONUS 2016. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Jessie J, Ariana Grande, Nicki Minaj - Bang Bang ft. Ariana Grande, Nicki Minaj (Uma das trilha sonora do filme DE PERNAS PRO AR 3)



Jessie J
8,89 mi inscritos

Get Jessie J + Ariana Grande + Nicki Minaj "Bang Bang" now! http://smarturl.it/JSJSweetTalkerdlxDA
Best of Jessie J: https://goo.gl/mGgpVe
Subscribe here: https://goo.gl/e1nShX


Categoria Música

Música neste vídeo
Saiba mais

Ouça músicas sem anúncios com o YouTube Premium
Música Bang Bang
Artista Jessie J, Ariana Grande, Nicki Minaj
Compositores Max Martin, Nicki Minaj, Rickard Göransson, Savan Kotecha
Licenciado para o YouTube por UMG; BMG Rights Management, CMRRA, LatinAutor - UMPG, LatinAutor, LatinAutor - PeerMusic, UMPG Publishing, UNIAO BRASILEIRA DE EDITORAS DE MUSICA - UBEM, AMRA, ARESA, ASCAP, UMPI, Kobalt Music Publishing, BMI - Broadcast Music Inc., Abramus Digital e 20 associações de direitos musicais

https://youtu.be/0HDdjwpPM3Y

domingo, 3 de abril de 2016

Estado decide pagar bônus a professores (Agora SP)

O governo de São Paulo decidiu que vai pagar o bônus para 223.875 servidores da Educação. 

A decisão foi tomada um dia após sair o resultado da enquete em que 92% dos participantes apontaram preferir a bonificação ao reajuste de 2,5%. 

A Apeoesp (sindicato dos professores) abriu uma consulta no site www.apeoesp.org.br para confirmar o resultado da Educação. 

Terão direito a receber a grana apenas os servidores de escolas que avançaram no Idesp (Índice de Desenvolvimento da Educação). 

 Estado decide pagar bônus a professores (Agora SP)

Fonte: Agora SP 
Seção: Trabalho - 02/04/2016
Vanessa Sarzedas do Agora



Professor prefere bônus a reajuste, segundo enquete (Agora SP)

92,6% preferem o pagamento do bônus; professores podem ficar mais um ano sem reajuste.

A maioria dos professores prefere receber o Bônus da Educação ao reajuste de 2,5%, segundo enquete realizada pela Secretaria de Estado da Educação. Enquanto 92,6% dos participantes optaram pela bonificação, 5,7% escolheram o aumento. Segundo a pasta, 44,4 mil servidores participaram eda consulta.

O resultado, porém, não garante o pagamento do bônus, já que, segundo a Educação, ele ainda será avaliado. A consulta foi feita entre os dias 29 e 31 de março.

Caso o governo decida se guiar pela enquete, os professores ficarão sem reajuste pelo segundo ano consecutivo.

O secretário José Renato Nalini deixou claro que o governo só tem R$ 500 milhões destinados aos professores, grana reservada para o bônus, mas que poderia ser revertida em mum reajuste de 2,5% para toda a categoria.

A bonificação é paga exclusivamente aos servidoers das escolas que melhoraram seu desempenho no Idesp. Já o reajuste seria pago aos 400 mil funcionários, incluindo 100 mil aposentados.

No dia 8, a Apeoesp (sindicato dos professores) fará assembléia com os professores para discutir os próximos passos. Segundo o CPP (Centro do Professorado Paulista), é possíevel que todos os sindicatos da categoria se unam pelo reajuste e façam uma paralisação. (Vanessa Sarzedas)


Decisão dos servidores

Em enquete realizada pela Educação, professores preferiram o bônus ao reajuste de 2,5%.

92,6% dos servidores escolheram a bonificação por desempenho.

6,7% optaram pelo reajuste salarial para os 400 mil servidores.   
    


Greve

- No dia 8, a Apeoesp fará uma assembléia para discutir a proposta do governo com os professores.

- Sem reajuste pelo segundo ano seguido, os servidores podem se unir e começar uma greve. 
 
 O bônus é pago apenas aos servidores que trabalham em escolas que melhoraram seu desempenho em relação ao ano anterior.


 Professor prefere bônus a reajuste, segundo enquete (Agora SP)

Seção: Trabalho - 01/04/2016
Vanessa Sarzedas do Agora




 

quarta-feira, 30 de março de 2016

AFUSE - Esclarecimentos necessários - Somos contrários à proposta do governo!! (Cancelamento do Bônus e aumento no salário base de 2,5%)

AFUSE - Esclarecimentos necessários - Somos contrários à proposta do governo!! (Cancelamento do Bônus e aumento no salário base de 2,5%) - Comunicado parte 1
AFUSE - Esclarecimentos necessários - Somos contrários à proposta do governo!! (Cancelamento do Bônus e aumento no salário base de 2,5%) - Comunicado parte 2


Fonte: Afuse

http://www.afuse.org.br/p4/?view=article&id=525:comunicado-bonu&catid=19







Professores decidem sobre bônus no dia 8 de abril (Agora SP)

Professores decidem sobre bônus no dia 8 (Agora SP)




Vanessa Sarzedas do Agora
 
A proposta de substituição do Bônus da Educação por um reajuste de 2,5% para os servidores da rede estadual de ensino será discutida no dia 8 de abril, em assembleia realizada pela Apeoesp (sindicato da categoria). 

Em entrevista à rádio CBN, o secretário da Educação, José Renato Nalini, disse que os professores terão que optar por premiar só os servidores que conseguiram melhorar os índices das escolas entre 2014 e 2015 ou dividir a grana para toda a categoria. 

Na assembleia do dia 8, caso os professores não aceitem nenhuma das opções, é possível que a categoria inicie uma greve. 


Fonte: Jornal Agora São Paulo
Seção: Trabalho - 30/03/2016



Alckmin cancela bônus para os professores (Agora SP)

Alckmin cancela bônus para os professores (Agora SP)


Estado cancela bônus para os professores

Governo não pagará a bonificação neste ano, mas promete dar reajuste para todos os servidores.

A gestão Alckmin (PSDB) suspendeu o pagamento do Bônus da Educação para os profissionais do magistério.

A grana é paga aos servidores das escolas estaduais que melhoram o seu desempenho  no Idesp entre um ano e outro.

O Estado promete enviar à Assembleia Legislativa um projeto de lei que dá reajuste a todos os profissionais da pasta. Em nota, a Secretaria de Estado da Educação diz que o percentual de aumento não está definido.

Os profissionais estão sem reajuste desde 2015.

A nota diz ainda que o Estado irá "encaminhar à Assembleia Legislativa projeto de lei para reajuste do salário-base de cerca de 300 mil professores e demais servidores de escolas estaduais".

Os cerca de 100 mil aposentados da pasta também teriam o mesmo índice.

A Apeoesp (Sindicato dos professores do Estado) e o CPP (Centro do Professorado Paulista) são contra a decisão. Para o CPP, não se pode retroceder em conquistas, apenas se deve avançar.

Segundo os representantes dos trabalhadores, o reajuste seria de 2,5%, conforme apresentação feita ontem aos sindicatos. Em nota, a Apeoesp diz que recusou o percentual. "Este percentual está muito distante do necessário para a valorização de uma categoria tão importante como são os professores, sobretudo os professores estaduais paulistas, que estão há dois anos sem reajuste salarial, com grandes perdas acumuladas.

O CPP diz ainda que a prova de Valorização pelo Mérito, que dá reajuste aos professores aprovados, também deverá ser cancelada. O Estado não confirma.

(Criastiane Gercina e LSA)



ENTENDA COMO FUNCIONA

- O Bônus da Educação foi instituído pelo governo do Estado em 2008.


Quem teria direito

- Recebem a bonificação os servidores das escolas que melhoraram seu desempenho no Idesp entre um ano e outro.

- O Idesp é o índice que mede a qualidade do ensino no Estado.

- A grana começou a ser paga aos profissionais do magistério em 2009.

 
Como seria o pagamento
Além da nota no Idesp, o pagamento leva em conta a meta estabelecida para a escola e o número de faltas do profissional.

Se a escola atinge a meta em:
100% Os profissionais recebem 2,4 salários
50% Os funcionários recebem 1,2 salário
Ultrapassou em 20% Os servidores recebem 2,9 salários


Fonte: Lei. 1.078/2008, Secretaria de Estado da Educação e reportagem


Fonte: Agora São Paulo 
Cristiane Gercina e Leda Antunes do Agora
Seção: Trabalho - 29/03/2016
http://www.agora.uol.com.br/trabalho/2016/03/1755035-alckmin-cancela-bonus-para-os-professores.shtml 



Tags: Bônus, Bônus Mérito, Meritocracia, Apeoesp, Afuse, CPP, Udemo, Diretoria de Ensino, Secretaria da Educação do estado de São Paulo, Alckmin, Política, Sindicato, Sindicalismo, Bônus 2016, Bônus da educação 2016, Bônus mérito 2016, IDESP, Legislação, Lei, Lei. 1.078/2008, Agora, Agora SP, Trabalho, Economia, Professor, Teacher, Gratificação, aumento salarial,m reajuste salarial, reajuste salarial dos servidores estaduais de São Paulo, Inflação, Governo não pagará bônus, Gerldo Alckmin, PSDB, reajuste de 2,5%, reajuste salarial dos servidores estaduais de SP 2,5%, Projeto de Lei de aumento salarial, aposentados, blog celso branicio, branicio.


 



Professores decidem sobre bônus no dia 8 de abril (Agora SP)

Professores decidem sobre bônus no dia 8 (Agora SP)




Vanessa Sarzedas do Agora
 
A proposta de substituição do Bônus da Educação por um reajuste de 2,5% para os servidores da rede estadual de ensino será discutida no dia 8 de abril, em assembleia realizada pela Apeoesp (sindicato da categoria). 

Em entrevista à rádio CBN, o secretário da Educação, José Renato Nalini, disse que os professores terão que optar por premiar só os servidores que conseguiram melhorar os índices das escolas entre 2014 e 2015 ou dividir a grana para toda a categoria. 

Na assembleia do dia 8, caso os professores não aceitem nenhuma das opções, é possível que a categoria inicie uma greve. 


Fonte: Jornal Agora São Paulo
Seção: Trabalho - 30/03/2016






segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

BÔNUS 2016 - EDUCAÇÃO REDE ESTADUAL DE SP


BÔNUS 2016 - EDUCAÇÃO REDE  ESTADUAL DE SP


Professores... sobre o bônus IDESP, vale lembrar que é pago a todos os funcionários, incluindo diretores, professores e equipe de limpeza, das escolas que atingiram ou superaram as metas estabelecidas.

É preciso ainda ter atuado, no mínimo, em dois terços do ano, ou seja, ter trabalhado ao menos em 244 dias. No caso de faltas, haverá desconto proporcional no valor do benefício. São permitidas por lei apenas ausências decorrentes de licença-maternidade, licença-paternidade, adoção e férias.


Por fim, não foi divulgada a data do pagamento.


6 de fevereiro às 13:40
 






RESULTADOS DO IDESP E SARESP 2015 (BÔNUS 2016)

http://celsorodrigobranicio.blogspot.com.br/2016/02/resultados-do-idesp-e-saresp-2015-bonus.html



Resolução Conjunta CC/SG/SF/SPG-14, de 18-11-2015

Dispõe sobre a fixação das metas para os indicadores globais da Secretaria da Educação, para fins de pagamento da Bonificação por Resultados – BR, instituída pela LC 1.078-2008, para o exercício de 2015.

O Secretário-Chefe da Casa Civil, e os Secretários de Governo, da Fazenda, e de Planejamento e Gestão, considerando o disposto no art. 6º da LC 1.078-2008, e no artigo 8º da Resolução Conjunta CC/SG/SF/SPG-13, de 18-11-2015, resolvem:

Artigo 1º – Para o exercício de 2015, as metas para os indicadores globais da Secretaria da Educação, a que se refere o artigo 1º da Resolução Conjunta CC/SG/SF/SPG-13, de 18-11-2015, para fins de pagamento da Bonificação por Resultados – BR, instituída pela Lei Complementar nº 1.078, de 17 de dezembro

de 2008, ficam fixadas em:

I – 4,90 (quatro inteiros e noventa centésimos) para o Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo (IDESP) do 1º ao 5º ano do ensino fundamental da rede estadual de ensino;

II – 2,79 (dois inteiros e setenta e nove centésimos) para o Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo (IDESP) do 6º ao 9º ano do ensino fundamental da rede estadual de ensino;

III – 2,06 (dois inteiros e seis centésimos) para o Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo (IDESP) do ensino médio da rede estadual de ensino.

Artigo 2º – Esta resolução conjunta entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a 1º de janeiro de 2015.

Fonte: Comunidade no Facebook -
Professores do Estado de São Paulo




---------------------------------------------------------------------------



Alckmin cancela bônus para os professores (Agora SP)

Alckmin cancela bônus para os professores (Agora SP)


Estado cancela bônus para os professores

Governo não pagará a bonificação neste ano, mas promete dar reajuste para todos os servidores.

A gestão Alckmin (PSDB) suspendeu o pagamento do Bônus da Educação para os profissionais do magistério.

A grana é paga aos servidores das escolas estaduais que melhoram o seu desempenho  no Idesp entre um ano e outro.

O Estado promete enviar à Assembleia Legislativa um projeto de lei que dá reajuste a todos os profissionais da pasta. Em nota, a Secretaria de Estado da Educação diz que o percentual de aumento não está definido.

Os profissionais estão sem reajuste desde 2015.

A nota diz ainda que o Estado irá "encaminhar à Assembleia Legislativa projeto de lei para reajuste do salário-base de cerca de 300 mil professores e demais servidores de escolas estaduais".

Os cerca de 100 mil aposentados da pasta também teriam o mesmo índice.

A Apeoesp (Sindicato dos professores do Estado) e o CPP (Centro do Professorado Paulista) são contra a decisão. Para o CPP, não se pode retroceder em conquistas, apenas se deve avançar.

Segundo os representantes dos trabalhadores, o reajuste seria de 2,5%, conforme apresentação feita ontem aos sindicatos. Em nota, a Apeoesp diz que recusou o percentual. "Este percentual está muito distante do necessário para a valorização de uma categoria tão importante como são os professores, sobretudo os professores estaduais paulistas, que estão há dois anos sem reajuste salarial, com grandes perdas acumuladas.

O CPP diz ainda que a prova de Valorização pelo Mérito, que dá reajuste aos professores aprovados, também deverá ser cancelada. O Estado não confirma.

(Criastiane Gercina e LSA)



ENTENDA COMO FUNCIONA

- O Bônus da Educação foi instituído pelo governo do Estado em 2008.


Quem teria direito

- Recebem a bonificação os servidores das escolas que melhoraram seu desempenho no Idesp entre um ano e outro.

- O Idesp é o índice que mede a qualidade do ensino no Estado.

- A grana começou a ser paga aos profissionais do magistério em 2009.

 
Como seria o pagamento
Além da nota no Idesp, o pagamento leva em conta a meta estabelecida para a escola e o número de faltas do profissional.

Se a escola atinge a meta em:
100% Os profissionais recebem 2,4 salários
50% Os funcionários recebem 1,2 salário
Ultrapassou em 20% Os servidores recebem 2,9 salários


Fonte: Lei. 1.078/2008, Secretaria de Estado da Educação e reportagem


Cristiane Gercina e Leda Antunes do Agora
Seção: Trabalho - 29/03/2016



Tags: Bônus, Bônus Mérito, Meritocracia, Apeoesp, Afuse, CPP, Udemo, Diretoria de Ensino, Secretaria da Educação do estado de São Paulo, Alckmin, Política, Sindicato, Sindicalismo, Bônus 2016, Bônus da educação 2016, Bônus mérito 2016, IDESP, Legislação, Lei, Lei. 1.078/2008, Agora, Agora SP, Trabalho, Economia, Professor, Teacher, Gratificação, aumento salarial,m reajuste salarial, reajuste salarial dos servidores estaduais de São Paulo, Inflação, Governo não pagará bônus, Gerldo Alckmin, PSDB, reajuste de 2,5%, reajuste salarial dos servidores estaduais de SP 2,5%, Projeto de Lei de aumento salarial, aposentados, blog celso branicio, branicio.




Professores decidem sobre bônus no dia 8 de abril (Agora SP)

Professores decidem sobre bônus no dia 8 (Agora SP)




Vanessa Sarzedas do Agora
 
A proposta de substituição do Bônus da Educação por um reajuste de 2,5% para os servidores da rede estadual de ensino será discutida no dia 8 de abril, em assembleia realizada pela Apeoesp (sindicato da categoria). 

Em entrevista à rádio CBN, o secretário da Educação, José Renato Nalini, disse que os professores terão que optar por premiar só os servidores que conseguiram melhorar os índices das escolas entre 2014 e 2015 ou dividir a grana para toda a categoria. 

Na assembleia do dia 8, caso os professores não aceitem nenhuma das opções, é possível que a categoria inicie uma greve. 


Fonte: Jornal Agora São Paulo
Seção: Trabalho - 30/03/2016

Professor prefere bônus a reajuste, segundo enquete (Agora SP)


92,6% preferem o pagamento do bônus; professores podem ficar mais um ano sem reajuste.

A maioria dos professores prefere receber o Bônus da Educação ao reajuste de 2,5%, segundo enquete realizada pela Secretaria de Estado da Educação. Enquanto 92,6% dos participantes optaram pela bonificação, 5,7% escolheram o aumento. Segundo a pasta, 44,4 mil servidores participaram eda consulta.

O resultado, porém, não garante o pagamento do bônus, já que, segundo a Educação, ele ainda será avaliado. A consulta foi feita entre os dias 29 e 31 de março.

Caso o governo decida se guiar pela enquete, os professores ficarão sem reajuste pelo segundo ano consecutivo.

O secretário José Renato Nalini deixou claro que o governo só tem R$ 500 milhões destinados aos professores, grana reservada para o bônus, mas que poderia ser revertida em mum reajuste de 2,5% para toda a categoria.

A bonificação é paga exclusivamente aos servidoers das escolas que melhoraram seu desempenho no Idesp. Já o reajuste seria pago aos 400 mil funcionários, incluindo 100 mil aposentados.

No dia 8, a Apeoesp (sindicato dos professores) fará assembléia com os professores para discutir os próximos passos. Segundo o CPP (Centro do Professorado Paulista), é possíevel que todos os sindicatos da categoria se unam pelo reajuste e façam uma paralisação. (Vanessa Sarzedas)


Decisão dos servidores

Em enquete realizada pela Educação, professores preferiram o bônus ao reajuste de 2,5%.

92,6% dos servidores escolheram a bonificação por desempenho.

6,7% optaram pelo reajuste salarial para os 400 mil servidores.   
    


Greve

- No dia 8, a Apeoesp fará uma assembléia para discutir a proposta do governo com os professores.

- Sem reajuste pelo segundo ano seguido, os servidores podem se unir e começar uma greve. 
 
 O bônus é pago apenas aos servidores que trabalham em escolas que melhoraram seu desempenho em relação ao ano anterior.


 Professor prefere bônus a reajuste, segundo enquete (Agora SP)

Seção: Trabalho - 01/04/2016
Vanessa Sarzedas do Agora



Estado decide pagar bônus a professores (Agora SP)

O governo de São Paulo decidiu que vai pagar o bônus para 223.875 servidores da Educação. 

A decisão foi tomada um dia após sair o resultado da enquete em que 92% dos participantes apontaram preferir a bonificação ao reajuste de 2,5%. 

A Apeoesp (sindicato dos professores) abriu uma consulta no site www.apeoesp.org.br para confirmar o resultado da Educação. 

Terão direito a receber a grana apenas os servidores de escolas que avançaram no Idesp (Índice de Desenvolvimento da Educação). 


 Estado decide pagar bônus a professores (Agora SP)

Fonte: Agora SP 
Seção: Trabalho - 02/04/2016
Vanessa Sarzedas do Agora





RESULTADOS DO IDESP E SARESP 2015 (BÔNUS 2016)


Nesta sexta-feira, dia 5, as escolas receberam os resultados do Idesp e Saresp 2015.

O resultado está disponível (aos gestores) para consulta na Plataforma 'Foco Aprendizagem'.

RESULTADOS DO IDESP E SARESP 2015 (BÔNUS 2016)


Fonte: Comunidade no Facebook - Professores do Estado de São Paulo







POSTAGEM DE DESTAQUE

UnBHoje - 6 a 12 de novembro de 2020 (Universidade de Brasília)

  06 A 12 DE NOVEMBRO 2020 ANO 35 Nº 6212 ...