Bem-vindo ao Blog Celso Branicio -

Pesquisar dentro deste blog

PARABÉNS PALMEIRAS DECA CAMPEÃO BRASILEIRO 2018 E VEJA A POLÊMICA DA UNIFICAÇÃO DE TÍTULOS


Uma grande discussão é sobre estes dez títulos do Palmeiras (seis já com nome de brasileiro e outros quatro unificados e anteriores a 1971) e outros que Santos (oito com seis unificados) e algumas equipes (Bahia, Cruzeiro, Botafogo e Fluminense com um cada unificado) ganharam antes de aparecer o campeonato com nome de Brasileiro que começo com este nome e formato em 1971, bem todos são torneios e campeonatos em nível nacional envolvendo times de todo o Brasil e como não havia outras competições é justo que sejam chamados de campeonatos brasileiros ainda que em sistema de torneios. Todos os clubes pediram e assinaram este pedido junto a CBF 
(Confederação Brasileira de Futebol) que os reconheceu, não existe este conversa de Fax, todos assinaram conscientes e não foi só o Palmeiras o beneficiado, houve mais cinco times.

E aí alguns torcedores querem desmerecer estas coquistas porque tais competições tinham menos equipes e menos jogos o que supõe ter sido mais fáceis, só que se foi fácil para Santos na era Pelé que ganhou seis títulos nesta época e para o Palmeiras que ganhou quatro deles, foi fácil também para os outros grandes times atuais que disputaram estes torneios e não tiveram sucesso e aí começa o mimimi. 

Então vamos nos aprofundar mais no assunto, será que os campeonatos de hoje muito mais baseado na força física do que técnica, com tabelas que nem sempre preservam o equilíbrio de todas equipes em prol de interesses da Tv e times queridinhos da CBF por terem mais torcida são melhores do que estes torneios realizados antes de 1971?

Em Educação Física de fato campeonato por ponto corrido onde todos jogam contra todos em turno e returno tem mais valor que simples torneios rápidos tipo mata a mata ou por grupos onde não existe equilíbrio e participação de todos contra todos em condições iguais havendo assim justiça, só que mais da metade dos tido campeonatos brasileiros de "verdade" e muito deles conquistados por Corinthians e Atlético-MG, tinha ainda o sistema misto de fase de grupos onde nem todos sempre jogavam contra todos e no final o pior era na base do mata a mata, na prática ainda que tenha mais jogos eram tidos cientificamente como torneios também, não tem o mesmo valor de hoje com pontos corridos e seguindo a mentalidade destes críticos e do mimimi que criaram, então estes títulos também seriam contestáveis. 

No atual campeonato aí sim temos 20 equipes todas jogando uma contra as outras em sistema de turno e returno e o campeão é obtido por ponto corrido, um sistema justo e muito melhor e seria o ideal, pois, aqui só o melhor vence o campeonato, o mais técnico e de melhor elenco principalmente. 

Só que na prática não é bem assim, mesmo depois da CBF ter colocado o sistema de ponto corrido ela vem sistematicamente sabota o próprio campeonato ao manipular a tabela que não é feita baseado sempre no equilíbrio e sorteios aleatórios. 

O problema da diferença entre torneios e campeonato não é tanto o número de jogos que dá legitimidade, mas sim o EQUILÍBRIO e se analisarmos desta forma mesmo os tido campeonatos a CBF vem todo anos descumprindo a data Fifa e assim desequilibra alguns jogos artificialmente quando temos uma das equipes com jogadores convocados para a seleção e outros clubes não, deveria ser um prêmio e na prática acaba gerando uma punição ao clube que tem atletas convocados e quando se deixa de convocar por causa do campeonato aí prejudica a seleção e o próprio atleta como foi com Dudu do Palmeiras, o ideal seria a CBF seguir como na Europa e demais países programando o campeonato para parar nas datas Fifas sem a realização de jogos nesta datas.

Um outro problema grave são as licenças para disputar amistosos e torneios e até mesmo pasmem a desorganização é tanta que alguns clubes em fase finais como da Libertadores, Copa Sulamericana ou mesmo Copa do Brasil são prejudicados deixando de jogar algumas rodadas que nem deveriam existir. para depois jogar estes jogos atrasados mais a frente, isto quebra o equilíbrio, ser humano não é robô, não adianta você deixar de jogar hoje e jogar daqui a duas semanas ou um mês, tem o fator psicológico envolvido também, sem contar o cansaço.

O Santos é um exemplo disto, estava numa situação estável no campeonato e ficou algumas rodadas com jogos atrasados e com isto acabou no começo do campeonato amargando a zona de rebaixamento aí as pressões da torcida e imprensa aumentam e o time acabou se perdendo ainda mais e deixando de render o que tem capacidade e ocorrem derrotas inesperadas e no final do campeonato isto fez muita diferença e no caso do Santos mesmo jogando os jogos atrasados não deu para melhorar o posicionamento e o time ficou abaixo do que merecia em condições normais de equilíbrio. 

Eu me lembro de um campeonato no começo dos anos 2000 onde o Corinthians começo a todo vapor liderando e poderia ser campeão naquele ano, estava fazendo um campeonato impecável, aí resolveu fazer uns amistosos na Europa aqueles caça níquéis e quando voltou e foi jogar os jogos atrasados, o time já não estava num padrão de alta qualidade como antes e o pior os adversários e um deles era o Vasco tinham melhorado muito e no final das contas estas partidas que o time na sequência boa venceria facilmente acabou na prática perdendo estes jogos e pontos preciosos e no final do campeonato deixou de ser campeão por causa de 3 pontos exatamente alguns aqueles que perdeu e se não tivesse atrasado os jogos.

Um outro problema são os horários, todos os times deveriam jogar nas mesmas condições e horários e a CBF tem colocado jogos de manhã, alegam que todos jogam a mesma quantidade de jogos e nas mesmas condições até o final do campeonato, ainda assim os jogos deveriam ser unificados num mesmo dia e horário, mas a gente sabe que devido aos interesses da TV e questões de segurança como mais de um grande jogo em SP, por exemplo, no mesmo dia acaba tendo de mudar as datas e isto só não ocorre na última rodada e mesmo assim os times do Rio e os Atléticos deve jogar neste sábado e não do domingo como os demais, porque os resultados só interessam a eles, ainda assim deveria ser tudo no mesmo dia e horário.

Temos ainda um outro problema grave que é a elaboração das tabelas que deveria ser feito de forma aleatória e na prática nos últimos anos tem sido sorteio de jogos direcionados dando preferência a Corinthians e Flamengo no primeiro turno, com mais jogos difíceis em casa e começando pelos adversários mais fracos, é só olhar a tabela destes ano 2018 e do ano passado, só porque estas duas equipes tem as duas maiores torcidas isto é injusto e quebra o equilíbrio do campeonato. 

Aí vão dizer que o Palmeiras foi campeão mesmo assim, de fato foi, mas o campeonato se tornou muito mais difícil para o Roger que acabou demitido e o Felipão teve de pegar pesado, o Palmeiras no primeiro turno ainda desentrosado e com o time em formação teve os maiores clássicos fora de casa e os jogos mais difíceis foram no começo do campeonato, é claro que no segundo turno seria o inverso e tudo voltaria ao equilíbrio, só que na prática não é bem assim porque o ser humano não é robô e temos a questão emocional que conta muito.

Você sair atrás e correr atrás deste prejuízo é muito pior que sair na frente e administrar a diferença até o fim e outra ganhar pontos no primeiro turno é muito mais fácil que no segundo turno onde nas rodas finais os times que disputam o título jogam tudo o que sabem e não perdem pontos fáceis principalmente em casa e até os piores times do campeonato os do zona do rebaixamento com a corda no pescoço tem de jogar o que sabem e o que não sabem para sobreviver, temos ainda as famosas malas brancas, malas pretas, juízes encomendados, pressões da torcida e imprensa.

Como na Fórmula um uma coisa é chegar e outra é passar.
No campeonato de 2017 ocorreu a mesma coisa, o Corinthians e Flamengo foram beneficiados pela tabela e disparam na frente e o Corinthians liderou a ponto de não perder de ninguém por 19 jogos recorde quebrado este ano pelo Palmeiras com excelente segundo turno.

Em 2017 o Palmeiras teve um bom segundo turno e foi tirando a diferença de mais de quinze pontos para o Corinthians, aí o time chegou e se ganhasse do Corinthians num jogo decisivo do segundo turno poderia ter ficado a dois pontos apenas e até ultrapassar o rival que poderia sentir o golpe e cair de produção e o Palmeiras melhoraria ainda mais e ganharia tudo pela frente, mas o técnico ainda inexperiente o Valentim usou tática errada recuando o time de forma covarde para atacar só no final do segundo tempo e acabou dando tudo errado perderam o jogo e a diferença ficou em oito pontos e o Corinthians daí para a frente até teve alguns tropeços, mas o Palmeiras perdeu jogos e teve empates contra times fracos, porque perderam o controle emocional e assim não conseguiu mais encostar no Corinthians que acabou sendo campeão.

Na época acabou não dando tempo para o Palmeiras e outros grandes times prejudicados pela tabela no primeiro turno tirar a diferença no segundo turno e desta vez deu certo em 2018, mas ainda assim este ano o Flamengo liderou por mais de 10 rodadas o campeonato brasileiro por ter tido esta ajudazinha extra da tabela e no segundo turno como era previsto teria jogos mais difíceis, demorou a trocar de técnico e o time entrou em uma pequena crise e o Palmeiras com jogos mais fáceis foi tirando a diferença aos poucos, mas por sorte que o Felipão fez a diferença se fosse outro técnico talvez o Flamengo poderia não ter perdido a dianteira ou ter recuperado e vencido o campeonato, o técnico do Palmeiras fez a diferença e o time psicologicamente foi forte passou todos adversários e o jogo chave foi contra o São Paulo quebrando o tabu e vencendo o time que vinha liderando o campeonato até então, ultrapassando em pontos o adversário para não mais perder a dianteira e foi campeão com justiça de 2018, mas se não fosse estas sacanagens da CBF o verdão teria vencido com muito mais facilidade e com mais rodadas de antecipação

Todas estas artimanhas da CBF alguns como colocar duas partidas em casa e mais adiante duas fora de casa para dar mais emoção na prática só atrapalha a questão de equilíbrio, o ideal seria uma em casa e outra fora e vice-versa sempre sem gracinhas, mas o pior de tudo é ficar fazendo tabela para Flamengo e Corinthians para agradar a Globo, torcidas e anunciantes, dando a liderança ainda que provisória a este times para ganhar comercialmente com a exposição de jogos deles.

No ano que vem isto poderá ser ainda pior, porque equipes com as maiores torcidas e que estejam liderando o campeonato vão ganhar mais dinheiro da TV em detrimento das demais, o abismo entre os grandes clubes e pequenos tende a ser ainda maior quebrando ainda mais o equilíbrio de verbas que a priori deveriam ser iguais na distribuição de recursos das TV que são muito importantes aos clubes principalmente aos pequenos e médios.

Resumindo tudo, mesmo num campeonato de ponto corrido onde por acaso o melhor time tecnicamente e de melhor elenco foi o campeão, poderia não ter sido por causa dos ataques da CBF quebrando o equilíbrio e protegendo seus times favoritos, manipulando a tabela e a mania de mudar as datas de jogos para facilitar para a TV, sem contar o desrespeito com as datas Fifas, com convocações de atletas de determinados clubes que ficam prejudicados, falta ORGANIZAÇÃO e PLANEJAMENTO e temos ainda as autorizações de excursões de alguns clubes em detrimento de outros, mesmo num campeonato ideal, nós temos claramente quebra de equilíbrio isto não o qualifica como simples torneios, mas chega bem perto e perde um pouco sua importância, qualidade e dificuldade, pois a questão essencial não se trata da quantidade de jogos, mas muito mais de equilíbrio e condições iguais a todos em total fair play, onde se destaque o melhor por suas qualidades técnicas, físicas e planejamento e organização.

O que quero com tudo isto é mostrar para aqueles anti Palmeirenses e Corinthianos que o fato do Palmeiras ter ganho seu Deca Campeonato é Deca mesmo, e merece respeito, mesmo porque todos os times assinaram juntos pedindo a unificação dos títulos anteriores a 1971 e Palmeiras (4) e Santos (6) foram os mais beneficiados porque na época tinham as melhores equipes, é verdade que tinha menos jogos e eram torneios, mas não havia na época a Copa do Brasil (torneio simples e de poucos jogos e com mata a mata) e Campeonatos (mais longos e com equilíbrio e com pontos corridos), então se era as únicas competições nacionais envolvendo times de todo o Brasil nesta época é justo que sejam considerados como títulos nacionais. 

Depois muitos títulos do Corinthians e Atlético-MG foram conquistados na época em que o campeonato brasileiro tinha fase de grupos onde as equipes não jogavam todos contra todos times em turno e returno e havia o famigerado mata a mata na fase final que alegavam que dava mais emoção, mas tirava o equilíbrio e colocava o imponderável e aí nem sempre o campeão era de fato a melhor equipe, isto equipara independente da quantidade de jogos, estes campeonatos a um simples torneio daqueles que Palmeiras e Santos ganharam antes de colocarem oficialmente o nome de campeonato brasileiro, ainda que nem todos eram torneios e os últimos já tinha formato praticamente igual ao de um campeonato, ou seja, tudo é muito relativo, mas foram competições nacionais e é o que importa.

Todos os times tiveram oportunidade iguais de disputar estes torneios e campeonatos e se Corinthians e outras equipes não ganharam é porque na época não tinham grande equipes, não eram times TOP, se eram poucos jogos, facinhos, torneios fracos tecnicamente, porque não ganharam estes títulos, o Santos do Pelé e seus torcedores não reclama de nada, porque ganharam seis até mais que o Palmeiras que ganhou quatro.

Um outro detalhes para os Corinthianos e torcedores de algumas equipes que desmerecem estas conquistas do Palmeiras, aprenderam a votar e acompanhar a eleição para Presidente e formação da Diretoria dos seus clubes, pois, todos os times do Brasil assinaram este pedido de unificação dos títulos junto a CBF, inclusive o seu e como o Presidente representa a vontade do clube e seus torcedores e foi legitimamente eleito pelos torcedores sócios do clube vocês aceitaram e pediram isto e se Palmeiras e Santos ganharam mais com isto, outros clubes também foram beneficiados, se não gostaram e tem opiniões diferentes, então aprendam a votar melhor e cobrar mais de seus representantes na hora de reivindicações como estas que pediram e conseguiram junto a CBF.

A questão é que considerando campeonato e torneios, enfim competições nacionais juntando o campeonato brasileiro e a atual Copa do Brasil ainda assim o maior campeão nacional do Brasil é o Palmeiras que tem o maior número de títulos são treze (quatorze se considerar a Copa dos Campeões) e aí não interessa se os 10 do brasileiro são de fato campeonatos ou parte torneios e isto merece respeito, em campeonatos brasileiros a Sociedade Esportiva Palmeiras é DECA Campeão e em competições nacionais (Brasileiros + Copas) o Palmeiras é TRISDECA Campeão, três títulos a mais que Cruzeiro e Corinthians que tem dez títulos nacionais.

Palmeiras rumo ao HENDECA do campeonato Brasileiro em 2019.



Barretos, 30 de novembro de 2018.





Celso Rodrigo Branicio

Licenciado em Educação Física pela UnB

Graduado em processamento de Dados pela FISO
Pós Graduado com Especialização em Análises de Sistemas pela Universidade Federal de Uberlândia-MG
Torcedor da Sociedade Esportiva Palmeiras
Ex Cônsul da S.E. Palmeiras em Barretos-SP na era Parmalat




SAIBA MAIS:

Simbolo da CBF fonte Wikipedia.
Símbolo do Palmeiras fonte site da S.E. Palmeiras




Resposta: HENDECA CAMPEÃO





Globo Esporte



Lista de títulos dos campeões brasileiros: Palmeiras abre vantagem; veja ranking (GloboEsporte)

Verdão conquista o Campeonato Brasileiro pela décima vez
Por GloboEsporte.com — São Paulo
25/11/2018 19h00 Atualizado há 4 dias



O Palmeiras conquistou o Campeonato Brasileiro de 2018neste domingo, ao vencer o Vasco por 1 a 0, em São Januário, ampliando sua vantagem como maior vencedor da competição: agora são dez títulos, de acordo com o ranking da CBF que unificou as conquistas anteriores a 1971. Ou seja: o Palmeiras é o primeiro decacampeão brasileiro, segundo a CBF.

Contando Copa do Brasil, o Palmeiras também é o clube com mais títulos nacionais conquistados: são 13 agora.

O Palmeiras, além disso, é o time que mais conquistou títulos nacionais na década – ao lado do Cruzeiro. Desde 2010 a torcida palmeirense comemorou duas Copas do Brasil (2012 e 2015) e dois Campeonatos Brasileiros (2016 e 2018).



Veja quantos títulos brasileiros cada time tem na tabela abaixo:



Títulos de Brasileiro (com a unificação e incluindo Copa União)



TítulosPalmeiras 10Santos 8Corinthians 7
Flamengo 6
São Paulo 6
Cruzeiro 4
Fluminense 4
Vasco 4
Internacional 3
Bahia 2
Botafogo 2
Grêmio 2
Atlético-MG 1
Atlético-PR 1
Coritiba 1
Guarani 1
Sport 1

Fonte: CBF



Nesta tabela abaixo, somando títulos da Copa do Brasil, vemos o Palmeiras muito à frente dos rivais em número de conquistas nacionais:


Ranking (incluindo Copa do Brasil)


Títulos nacionais
Palmeiras 13 (14 se considerar uma
 Copa dos Campeões)
Corinthians 10
Cruzeiro 10
Flamengo 9
Santos 9
Grêmio 7
São Paulo 6
Fluminense 5
Vasco 5
Internacional 4
Atlético-MG 2
Bahia 2
Botafogo 2
Sport 2
Atlético-PR 1
Coritiba 1
Cricíuma 1
Guarani 1
Juventude 1
Paulista 1
Santo André 1

Fonte: CBF


Veja esta matéria completa com fotos, poster e a relação dos campeões dos campeonatos brasileiros antes e depois de 1971 no link abaixo:
https://globoesporte.globo.com/futebol/times/palmeiras/noticia/lista-de-titulos-dos-campeoes-brasileiros-ranking.ghtml



Títulos da Sociedade Esportiva Palmeiras (Wikipedia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
A lista a seguir contém títulos da
Sociedade Esportiva Palmeiras em todas as categorias esportivas. Estima-se que o Palmeiras tenha conquistado mais de 350 títulos somente no futebol, mais precisamente com a equipe principal.[1][2]



Os títulos internacionais mais importantes conquistados no futebol pelo clube são a Copa Rio de 1951, considerado na como um Mundial de Clubes de futebol[3] e reconhecido como tal pela FIFA, por meio de seu Comitê Executivo em 2014.[4][5][6][7][8]A entidade, no entanto, não reconhece a competição como um torneio FIFA e reforçou este posicionamento em outubro de 2017, quando reconheceu os vencedores da Copa Intercontinental como campeões mundiais,[9] sem, também, promover a unificação da Copa Intercontinental com a sua atual competição;[10][11] a Copa Libertadores da América de 1999[12] e a Copa Mercosul de 1998.[13]


Quando trata-se de títulos nacionais, o Palmeiras é o clube mais vitorioso do futebol brasileiro, com 14 conquistas deste porte:[14] 10 Campeonatos Brasileiros (sendo o clube que mais vezes sagrou-se campeão brasileiro[15]); 3 Copas do Brasil e uma Copa dos Campeões.[16] Pelo Campeonato Brasileiro, o Palmeiras também é o único clube a ser campeão em cinco décadas diferentes (décadas de 1950, 1960, 1970, 1990 e 2010).[nota 1]

Já pelo Campeonato Paulista, o Palmeiras, junto com o Santos, é o segundo clube que foi mais vezes campeão do torneio (22 vezes). Além dos 22 títulos contabilizados pela Federação Paulista de Futebol, o clube tem mais dois títulos extra da mesma competição.[17]

https://pt.wikipedia.org/wiki/T%C3%ADtulos_da_Sociedade_Esportiva_Palmeiras




Nenhum comentário:

Postar um comentário

POSTAGEM DE DESTAQUE

UnBHoje - 6 a 12 de novembro de 2020 (Universidade de Brasília)

  06 A 12 DE NOVEMBRO 2020 ANO 35 Nº 6212 ...