Bem-vindo ao Blog Celso Branicio -

Pesquisar dentro deste blog

Crônica Dominical 22-05-2016 - Santa Casa de Barretos sobre intervenção e servindo de trampolim político gera óbitos evitáveis

Crônica Dominical 22-05-2016 - Santa Casa de Barretos sobre intervenção e servindo de trampolim político gera óbitos evitáveis


Nesta semana tivemos a  infeliz notícia de mais duas mortes de pacientes de forma lamentável, foram duas parturientes muito jovens e uma delas o bebê também não sobreviveu, houve segundo  reclamações de parentes, demora no atendimento o que comprometeu o parto e acabou gerando os óbitos evitáveis aparentemente.

Os problemas de atendimento no Pronto Socorro da Santa Casa também continuam ocorrendo, estão recebendo verbas do SUS, mas só atendem casos graves e tendo um só Pronto Socorro na região Sul da cidade e nenhum na região Central e aí a UPA acaba sendo insuficiente e sobrecarregada e também lá tivemos recentemente óbitos evitáveis causados assim como ocorreu esta semana na Santa Casa por possíveis erros médicos e inexperiência no atendimento e identificação do problema de saúde e onde o paciente ao ser atendido na triagem perde-se tempo precioso em indefinições e muitas vezes fatais e neste vai e vem da UPA mandando para a Santa Casa e em algumas vezes mandam de volta para a UPA acaba gerando problemas.

Os casos estão sendo investigados, mas fica claro que muito provavelmente poderiam ter sido evitados e se tivéssemos um Pronto Socorro na região central atendendo na Santa Casa, ainda que a  qualidade está péssima mesmo para os casos graves, mas o que mais prejudica a população segundo reclamações é a definição equivocada na triagem com casos de pessoas que ficam neste vai e vem, se chegassem e fossemos rapidamente atendidos, muito provavelmente teríamos menos óbitos.

A verdade é que esta intervenção parece que  não tem fim e nunca vai acabar, demorou tantos anos que agora só deve terminar mesmo com a saída do atual Prefeito ao entregar o cargo no final do ano, caso venha a perder a eleição, fato este, aliás, que é o desejo da maioria da população.

Atualmente a Santa Casa só presta para objetivos eleitoreiros com os trens da alegria do Prefeito e até mesmo o projeto de tornar a Santa Casa um hospital escola em parceria com a Faculdade de Medicina de Barretos do Pio XII, ainda é só uma utopia, o atendimento está péssimo, não chega nem perto do atendimento no Hospital de Câncer, salvo alguns poucos setores.

O representante do Hospital de Câncer não tem a eficiente e padrão do HC, ainda que Henrique Prata e o Prefeito Guilherme de Ávila aleguem publicamente que a Santa Casa não pode servir de trampolim político de que isto é errado e são apoiados pela maioria da população e por mim também, porém, a pessoa escolhida por eles para ser o interventor o Sr. Eduardo Petrov se parece mais com um politiqueiro de quinta, ainda inexperiente em política e gestão pública, ele é muito ganancioso e pretende disputar as próximas eleições para Prefeito, não entende quase nada de política, nunca foi vereador e nem ocupou cargo na administração pública como Secretário e já começou como candidato a Deputado na última eleição e agora dizem que quer se candidatar a Prefeito, usando de todo o poder econômico e apoio que tem, lamentável pregarem uma coisa e colocar este infeliz como administrador, pensando apenas em usar a Santa Casa para se autopromover. 

Se ele quer se aparecer porque não foca na administração da Santa Casa com dedicação exclusiva de forma altruísta ou termina logo esta intervenção e nomeia um provedor profissional na área de gestão hospitalar ao invés de ficar nas mãos de simples políticos gananciosos e seus trens da alegria como ocorre hoje com o Prefeito e sua turminha, queremos o Pronto Socorro da Santa Casa funcionando como era antes, visto que pelo tamanho da cidade é um absurdo termos apenas um Pronto Socorro e o pior na zona Sul, dificultando para boa parte dos cidadãos, vistos os bairros da zona norte e leste da cidade serem muito mais populosos, sem contar que  a UPA não tem um hospital por trás para dar apoio e a logística até a Santa Casa e indefinições com erros na triagem tem gerado graves problemas.

Se o Pronto Socorro recebe verbas do SUS então deveria funcionar normal como antes, falta transparência nestes repasses para a UPA terceirizada, o que nunca deveria ter ocorrido e fica parecendo que fazem questão de injetar grana lá o que tem gerado desconfianças na população, bem como na insistência em se manter a intervenção na Santa Casa e o caso de vários servidores escolhidos politicamente trabalhando lá e agora atrasos em salários de terceirizados e possíveis erros médicos e demora exagerada no atendimento o que possivelmente pode ter gerado estes óbitos de duas jovens e um bebê, situação muito triste da Saúde Barretense.

Nós queremos a Santa Casa com atendimento igual ao Hospital de Câncer e que o projeto de hospital escola com a faculdade de medicina de Barretos se torne realidade e que o dinheiro arrecadado e os repasses do SUS sejam mais bem empregados, afinal são muitas promoções e tivemos recentes repasses do governo, descontos em conta de água no SAAE e várias doações e parece que a Santa Casa é um saco sem fundo e temos visto graves problemas em sua gestão.

Todos nós um dia poderemos ainda precisar da Santa Casa, local onde boa parte do barretenses nasceram, as pessoas passam, mas as instituições ficam, queremos o fim da intervenção e um Provedor profissional que possa colocar a casa em ordem, sem politicagem ou uso como trampolim, enfim profissionais que tenham como meta e dedicação exclusiva melhorar o atendimento na Santa Casa e o elevar aos patamares do Hospital de Câncer. 

Vamos aguardar o desfecho das investigações destas mortes lamentáveis destas jovens, mas aparentemente evitáveis, ficamos tão orgulhosos do excelente atendimento do Hospital de Câncer e do AME e esperamos que um dia o mesmo ocorra na Santa Casa, afinal não custa nada sonhar e que o Hospital Escola se torne realidade, seria maravilhoso para a população termos um atendimento humanizado e de excelência, mas necessitamos do fim da intervenção, com a contratação de profissionais e não uso de cargos em trens de alegria como moeda de troca em detrimento da experiência, formação acadêmica na área e profissionalismo, enfim, que estas histórias de mortes estúpidas sejam apenas um página do passado, mas que se investiguem tudo até o fim e punam se for o caso a quem merecer.


Barretos, 22 de maio de 2016.





Celso Rodrigo Branicio
Ex Conselheiro de Saúde de Barretos-SP de 2007 a 2012
Conselheiro da APPP -  Associação de Participação Popular na Política
Licenciado em Educação Física pela UnB -  Universidade de Brasília





Observações: 


Desculpem caros leitores pelo incomodo, pois, ao elaborar este texto, tive mais uma vez ataques possivelmente de crackers que tentaram me impedir de digitar e publicar  este texto por se tratar de crítica a administração e a saúde pública de Barretos, administrada por este Prefeito, lamentável, pois, acabou a matéria sendo publicada apenas com o título e de forma incompleta e sem texto base, pois a divulgação ocorreu antes de digitar o mesmo, mas o que importa é que sou guerreiro e não desisto nunca, agora o texto ficou pronto e com título completo e tudo gravado e divulgado.

Celso Rodrigo Branicio






Tags: Crônica Dominical, Saúde, Santa Casa, Santa Casa de Barretos, Medicina, Faculdade de Medicina, Corrupção, Desvios de Verbas, Policia, Policia Federal, Gaecco, Máfia, Fação Criminosa, Pronto Socorro, Pronto Socorro da EPA, Erro Médico, Celso Rodrigo Branicio, Branicio, Barretos, SUS, Mortes, óbitos, Rede de Saúde, APPP.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

POSTAGEM DE DESTAQUE

UnBHoje - 6 a 12 de novembro de 2020 (Universidade de Brasília)

  06 A 12 DE NOVEMBRO 2020 ANO 35 Nº 6212 ...