Bem-vindo ao Blog Celso Branicio -

Pesquisar dentro deste blog

Crônica Dominical 01/06/2014 – Começou a operação caça as bruxas contra críticos e opositores da administração Municipal de Barretos

Crônica Dominical 01/06/2014 – Começou a operação caça as bruxas contra críticos e opositores da administração Municipal de Barretos - Imagem meramente ilustrativa feita com foto do site www.megabuzz.com.br/halloween


Caros colegas, eu já fiz parte do Conselho Municipal de Saúde, onde participei durante cerca de seis anos de 2007 a 2012 e boa parte deste tempo foi junto com o Guilherme Ávila, na época um jovem ativista político com ideias revolucionárias e ideais muito semelhantes aos meus e de boa parte de meus colegas, porém, ao ser eleito como Prefeito parece que ele tem se esquecido de seu passado recente e principalmente o staff que ele escolheu para ajudá-lo anda trocando os pés pelas mãos ultimamente, é bem verdade que boa parte de seu grupo de apoiadores, entre Assessores, Diretores e Secretários, são em grande parte jovens e inexperientes e portanto propensos teoricamente a maiores erros.

Atualmente devido a pressão das críticas contra a administração municipal, principalmente devido aos marasmo de obras ainda paradas e não inauguradas, a má administração da Santa Casa e problemas na Educação e outros setores, parece que isto tem levado seus Secretários e Diretores a apelar e passar ao ataque aos críticos e opositores de forma dura, incisiva e cirúrgicas. O mais incrível em tudo isto é que são ataques vindos até mesmo de Secretários experientes e tidos como alicerces desta administração, mas que andam também sobre pressão e passaram ao ataque a cidadãos que ousam criticá-los como o da Educação e a da Promoção Social.

Isto ficou bem claro com alguns fatos recentes, vamos a eles:

A campeã em perseguição tem sido a companheira Dinah Campos Peterlevitz, que nem liga muito para política partidária e faz um trabalho meramente de defesa da cidadania, como por exemplo a campanha em prol da melhoria da Merenda Escolar do Município da qual também tenho apoiado ela intensamente e luta esta da qual já conseguimos grandes avanços na melhoria do cardápio e condições de trabalho das Merendeiras, mas ainda existem problemas e o CAE (Conselho de Alimentação Escolar) continua sobre diligência do Governo Federal por seus membros não terem sido eleitos democraticamente e no tempo adequado. A questão é que devido a esta luta justa, ainda assim ela foi por causa das críticas feitas ao Secretário da Educação atacada duramente e de forma injusta, com intimidações, agressões verbais e até mesmo atropelada por uma moto com a placa tampada ao sair do Fórum exatamente no ano passado em período no qual estava mais criticando estes problemas, sem contar as inúmeras intimidações via telefone e outras através das redes sociais e na comunidade Mães Que Mentem do Facebook, criada para auxiliar na coleta de informações e críticas sobre a Merenda Escolar de Barretos.

O Secretário da Educação descontente com as inúmeras críticas e sempre agindo de forma prepotente, demorando em aceitar os erros cometidos e as sugestões de solução propostas, resolveu então apelar e processar a Sra. Dinah alegando Apologia ao Crime por ter dito que as Merendeiras deveriam fazer o mesmo cardápio de dias anteriores e improvisar, quando faltasse alimentos e não tivesse como cumprir com o cardápio do dia, coisa que normalmente já era feito na prática e assim o processo foi até para o Tribunal de Conciliação, mas acabou sendo arquivado, mas pelo visto visava causar pressão para calar a oposição.

Neste ano as coisas não mudaram muito e não só na Merenda Escolar, pois, devido a críticas feitas em fevereiro de 2014 sobre reclamações de queimadas na zona urbana e foto do Diretor de Meio Ambiente onde trabalharam ela em programa gráfico e colocaram o Diretor imerso em chamas de queimadas, processaram novamente a Sra. Dinah pela foto que notadamente não foi feito por ela e tem assinatura em marca de água de outro internauta, o processo também ocorreu devido as críticas feitas na Comunidade Barretos Que Ninguém vê na rede social Facebook, processo este que ainda está ativo e terá audiência no próximo mês.

Agora nestas últimas semanas apareceu outro processo contra a Sra. Dinah e desta feita também por postagens consideradas ofensivas a honra da Secretária de Assistência Social e Desenvolvimento Humano de Barretos, que foi duramente criticada por várias pessoas em postagem da Comunidade Barretos Que Ninguém Vê em decorrência do aluguel de prédio que não tem acesso a deficientes físicos e isto de fato ocorreu, mas ela não gostou da forma como foram feitas as críticas e fez BO na Delegacia da Mulher e abriu processo em decorrência disto e até quem clicou em curtir tal postagem está sendo caçado como coautores da difamação.

Veja que ainda que existam exageros, tudo poderia ser resolvido amigavelmente sem a necessidade deste tipo de procedimento contra a população ou líderes que reclamam contra a qualidade do serviço público fazendo seu papel essencial e constitucional do controle social, é verdade também que esta Secretária no início tão elogiada pelo profissionalismo e aparente desapego a política partidária, acabou tendo vários problemas recentes em sua Secretária como o caco de vidro encontrado em refeição servida pelo Restaurante Popular que depois de reconhecido a existência do problema e exposto até em matéria na TV Barretos, foi cancelado o contrato com o fornecedor ou mesmo o recente processo seletivo onde na classificação final não foi citado nomes dos candidatos e sim código de inscrição, depois de muita reclamação foram colocados os nomes, mas faltaram as notas individuais das matérias e etapas do concurso o que na prática tirou sua transparência e foi alvo na época de grandes críticas e reclamações.

A questão é que ainda que a Secretária tenha sido duramente criticada isto faz parte do jogo democrático e os excessos que houve poderiam ser resolvidos de outra forma e não através das vias judiciais que parece ser articuladas visando amedrontar e intimidar a população a não criticar e não fazer o Controle Social e escolheram alguns líderes dos que consideram como inimigos da administração e que são formadores de opinião para isolá-los e a Sra. Dinah foi um deles.

Foi noticiado recentemente que o Sr. Prefeito não compareceu na inauguração da nova sede do Conselho Tutelar, Presidida pelo Sr. Anderson Roberto de Jesus, alegaram que ele tinha outros compromissos, mas ficou parecendo que foi mais uma atitude para queimar seus opositores e críticos de sua administração e o Sr. Anderson que vem fazendo excelente trabalho a frente ao Conselho Tutelar, tem criticado duramente a Administração Municipal, com diversas denúncias embasadas em provas e é um dos moderadores da Comunidade Barretos Que Ninguém Vê, uma das maiores comunidades da rede social Facebook em Barretos e onde existem praticamente a metade de opositores e críticos a administração e outra metade de simpatizantes, servidores e assessores de órgãos, Diretorias e Secretarias da Prefeitura e aí os atritos nas discussões são acaloradas e enormes.

Recentemente assumi cargo no qual passei em concurso público no SAAE e desde que entrei a cerca de um mês tenho sido diariamente perseguido pelo chefe de setor, do qual não o conhecia antes e nem mesmo sua família e jamais fiz algo contra ele ou familiares, não existia nenhum atrito anterior entre nós e fui até advertido de forma injusta por ter apenas elevado a voz ao defender a tese de que eu tenho direito de fazer requerimentos administrativos referentes a problemas ocorridos no serviço e ele sustentava que não, de que isto era particular e não podia ser feito em horário de serviço, sendo que me atrasei ao voltar ao trabalho por ter de protocolar o requerimento no procolo geral deste órgão, onde toda a população é atendida e aí tive de pegar senha e aguardar minha vez, sendo que poderia a priori ser feito no RH, houve clara má vontade em resolver o problema para se criar uma situação para me punir por criticar problemas deste órgão.

O requerimento de sexta-feira passada dia 30/05/2014 consistia em reclamação sobre excesso de horas extras e princípios de trabalho escravo sem direito a descanso semanal de um dia no mínimo, visto que eu havia trabalhado 12 dias direto e poderia ter que trabalhar mais 7 o que totalizaria 19 dias sem descanso semanal. Existe o pagamento de salário-base menor que o salário-mínimo regional do estado de São Paulo o que faz com que a maioria dos servidores acabem entrando na ciranda de fazer cada vez mais horas extras para complementar o salário, inclusive 10 horas no sábado e outras 10 no domingo nos plantões obrigatórios quando convocados ou mutirões “teoricamente” facultativos e a maioria acaba não reclamando em decorrência deste círculo vicioso, mas se tem dinheiro para pagar horas extras, podem melhorar o salário-base proporcionalmente o que melhoria para todos e assim passariam a fazer horas extras o estritamente necessário para atender a demanda da comunidade nos finais de semana e a noite.

Reclamei também da qualidade das marmitex que eram servidas até o mês de maio/2014, onde foi encontrado até bigato (verme) dos grandes e 3 servidores chegaram a ser medicados na Santa Casa com diarreias por causa da “lavagem servida” como se fossemos porcos, como a licitação aparentemente acabou pararam de comprar nesta Churrascaria da av. 43 que é muito chique e de comida de boa qualidade para quem come lá, mas nos marmitex, servem aparentemente restos de 2 a 3 dias de comida muitas vezes já estragadas e que ficou exposta nas pistas do restaurante, tecnicamente lavagem.

Eu apenas queria saber se estão de fato fazendo nova licitação e se haverá impedimento de participação desta churrascaria da av. 43 e se o caso foi levado a conhecimento da Vigilância Sanitária e quais providências tomaram.

Resumindo tudo se referia a reclamação de problemas trabalhistas, mas que usam verbas públicas que devem ser respeitadas e fui estranhamente punido em decorrência disto, aliás, desde quando entrei estou sendo perseguido sumariamente em claro Assédio Moral pelo chefe de setor, criaram esta situação dificultando meu direito legal de fazer petição para justificar a punição, claramente tentando me calar.

Eu sempre fiz críticas construtivas sobre a Administração Municipal e não acredito que o Prefeito Guilherme Ávila tenha solicitado esta perseguição pessoalmente, até porque ele me conhece e sabe do meu estilo de sempre elogiar o trabalho dele da mesma forma que critico o que acho errado e dou sugestões de solução dos problemas, ou seja, claramente parece iniciativa de assessores e servidores puxa saco visando calar as críticas e opositores para negociar ou manter vantagens em cargos comissionados ou de confiança.

A verdade é que fica claro que começou a temporada de caça às bruxas, lamentável, pois a população tem direito de fazer o Controle Social e acompanhar de perto as prestações de contas e a qualidade do atendimento que ela vem tendo e em vez de resolver problemas pontuais, muitas vezes expostos com provas líquidas e certas, ainda que alguns exagerem na intensidade das críticas, a maioria dos Secretários e Diretores, deveria ser menos orgulhosos e prepotentes e agirem como a Secretária Karla Armani que apesar de jovem e aparentemente sem experiência, tem aceito com humildade as críticas e sugestões da população e dos ativistas culturais mais antigos, é uma pena que os demais setores parecem irem na contramão e estão aparentemente articulando uma verdadeira perseguição a quem critica a administração, ainda que sejam críticas construtivas e que a denúncias sejam verdadeira, lamentável tudo isto.

Só espero que o Prefeito Guilherme tome ciência de tudo isto e reaja a este tipo de esquema que de forma organizada ou sem querer está sendo criado e que se lembre da época em que participou do Conselho de Saúde e passem a respeitar o sagrado direito da crítica, do Direito de Expressão e do Controle Social que a população tem sobre todos os setores da Administração Pública, afinal vivemos numa gestão Democrática e todos no fim visam ou deveriam visar a melhoria de nossa cidade e o respeito as verbas públicas.

Barretos, 1º de junho de 2014


Celso Rodrigo Branicio




Fonte da foto: Imagem meramente ilustrativa feita com foto do site www.megabuzz.com.br/halloween


Tags: Controle Social, Prefeitura de Barretos, Administração Municipal, Prefeito, Guilherme de Ávila, Dinah Campos Peterlevitz, Justiça, Judiciário, Processo Judicial, Críticas, Sugestões, Conselho Tutelar, Merenda Escolar, Mães Que Mentem, Facebook, Redes Socais, Promoção Social, Meio Ambiente, Anderson Roberto de Jesus, Branicio, Celso Rodrigo Branicio, Barretos.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

POSTAGEM DE DESTAQUE

UnBHoje - 6 a 12 de novembro de 2020 (Universidade de Brasília)

  06 A 12 DE NOVEMBRO 2020 ANO 35 Nº 6212 ...