Bem-vindo ao Blog Celso Branicio -

Pesquisar dentro deste blog

Boulos e seus esquerdopatas do MTST e subgrupos como MLSM agem como milícias cobrando aluguel dos sem tetos de imóveis que invadem

Boulos e seus esquerdopatas do MTST e subgrupos como MLSM agem como milícias cobrando aluguel dos sem tetos de imóveis que invadem

Todos reclamam e com razão do domínio das milícias no Rio de Janeiro e são os principais suspeitos da morte da vereadora Marielle Franco, exploram a população carente com cobrança de proteção, tv a cabo, gás e transporte ilegais, mas em São Paulo e outras cidades de outros estados temos outro tipo de milícia o MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) que a título de defender trabalhadores sem teto os usam como massa de manobra para invadir prédios e tem a cara de pau de cobrar taxas exorbitantes, maiores até que alguns alugueis a título de serviços a eles.

Boulos é um politiqueiro que só usa a população carente dos sem teto para conseguir poder e popularidade, pensando na carreira política e explorando politicamente e financeiramente trabalhadores carentes com seu grupo do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), não age como defensor do povo, ou como um ativista social e sim um mero politiqueiro e na hora que o prédio caiu em São Paulo aí ele tira o dele da reta e alega que quem comandou a invasão do prédio que caiu é um grupo dissidente do seu MTST e que ele não tem nada a ver com isto, seria o MLSM - Movimento de Luta Social por Moradia, quer dizer quando está tudo normal ele alega que é responsável por tudo e requer todos os créditos políticos a ele, o cara, o salvador da pátria, o herói dos sem teto, mas quando dá algo errado, ele joga a culpa em outros e tira o corpo fora, agora com subgrupos como este MLSM que age no centro de São Paulo, mas por trás quem de fato organiza tudo é o MTST isto fica claro.

Boulos age como um covardão que manda invadir prédios públicos e privados e depois cobra na maior cara de pau aluguel de até R$ 500,00 ou mais, segundo alguns moradores deste prédio que se incendiou e caiu, esta cobrança eles alegam que é a a título de contribuição por diversos serviços prestados, inclusive advogados, pura exploração de quem não não tem casa e boa parte são estrangeiros que vivem na ilegalidade no país ou trabalhadores que vivem de bicos, sem registro em carteira de trabalho e que não podem ser incluídos nos atuais projetos de moradias populares. a título de ativismo social.

Boulos e sua turma age de forma politiqueira a procura de poder e popularidades, só pensa em política e que se dane os sem teto, e os riscos que correm ocupando prédios velhos e muitas vezes condenados precisando de reformas estruturais, descobriam que alguns proprietários de prédios velhos com dificuldade em vendê-los, faz parceria com ele e seu grupo de pseudo esquerda para invadir e depois forçar a desapropriação do parte do poder público e assim conseguirem preços maiores na venda destes imóveis velhos e depois esta turminha de invasores, boa parte volta a invadir outros prédios, sistema semelhante qo que vem fazendo os sem terra, lamentável o deserviço que esta esquerda podre faz no Brasil, só pensam em baderna e ganha dinheiro fácil com a política e usam o povo como massa de manobra e escudo para suas atividades criminosas e imorais, só querem gerar o caos para implantar um sistema comunista que levou a Venezuela a pobreza e fome extrema, lamentável o deserviço a nação.

Boulos e sua turminha que comanda o MTST – Movimento dos Trabalhadores Sem Teto deveriam ser todos processados e presos. 

Já tem gente estranhando o atentado a bala no acampamento em prol do Lula em Curitiba, atentado que ocorreu de madrugada e agora veio a queda deste prédio com uma só vítima até o momento, pode ser mais um atentado fake, está demorando muito para o PT e aliados começarem a alegar que Bolsonaro é culpado pelo incêndio e queda deste prédio Federal no centro de São Paulo, por coincidência também ocorreu de madrugada e no dia do trabalhador. Nesta semana também teremos um julgamento de recurso no STF segunda turma onde vão discutir a prisão do Lula sem ter sido julgado o último recurso em segunda instância e ainda que de forma temporária, Lula poderá ser solto, pode ser uma jogada para desviar as atenções da mídia e da população, assim como ocorreu o atentado fake a caravana do Lula, quando ele estava para ser preso.

O que se sabe de concreto é que um casal começou a brigar e cozinhavam usando álcool num fogão e a mulher na briga empurrou o marido que acabou derramando álcool nas roupas deles e no cômodo e ambos tiveram de tirar as roupas em chamas e as jogaram no chão e saíram pelados descendo o prédio do quinto andar com os filhos e daí começou o incêndio que acabou destruindo o prédio todo.

Ninguém ouviu explosão de bombas derrubando o prédio, parece que foi problema estrutural devido ao incêndio que atingiu os 24 andares e as chamas elevaram a temperatura de até cerca de 900 graus, mas é um caso a ser investigado, se foi proposital ou acidente gerado pela omissão das autoridades e usado pelos esquerdopatas, a verdade é que ocorreu um problema grave e como disse o Governador Márcio França um acidente previsto e porém nada fizeram para prevenir e evitar isto, mesmo sabendo da gravidade da situação destas ocupações ilegais em prédio comercial que não foi feito para habitações e em condições precárias, ficaram com medo de críticas da esquerda se pegassem pesado com a reintegração de posse do prédio e as perdas políticas deste ato. 

Se Boulos e o MTST estão errado no uso politiqueiro deste grave problema de falta de habitação, por outro lado os governos Federal, Estaduais e Prefeituras deveriam também levar a sério e fazer rápido as desapropriações quando necessários e adequações dos prédios, novos conjuntos habitacionais, aluguel social temporário até se resolver o problema, etc. e e não ficar empurrando o problema com a barriga com medo de uso político por parte da esquerda, é preciso mapear e resolver todas estas invasões, principalmente no centro de São Paulo e outras grandes cidades e capitais e não esperar o problema ocorrer como a queda deste prédio em São Paulo que foi usado pelo INSS e Polícia Federal, afinal, poderia ter morrido muita gente e ter sido uma tragédia ainda maior. 

Existe uma falta total de responsabilidade destes governantes, fica um jogo de empurra, o novo Governador do estado de São Paulo o Dr. Márcio França alega que a culpa é do Governo Federal que é dono do prédio que caiu, só que ele se esquece que o Governo do estado também tem sua culpa e poderia ter ajudado na solução e seu antecessor Geraldo Alckmin que ele tanto admira deveria ter sido criticado por sua omissão neste caso.

O Prefeito Dória que saiu recentemente também joga a responsabilidade para o Governo Federal, falta ação mais rápida e eficiente, se tem de fazer reintegração de posse que o faça de forma rápida, é necessário mais investimento em projetos de casas populares, com regras mais light atendendo a todos os trabalhadores, cinlçusive os informais, visto termos hoje mais de 13 milhões de desempregados e muitos deles na informalidade e estas casas tem de ser construídas mais perto dos locais de trabalho do cidadão, principalmente nas grandes cidades como São Paulo. 

Que o povo escolha bem seus governadores, Deputados e Senadores, comprometidos entre outras coisas na solução deste grave problema que é a habitação em nosso país, isto vai melhorar não só as condições para os trabalhadores, mas melhorar o saneamento básico, visto que boa parte da população não tem casa, muitos vivem em barracos de favelas e sem asfalto, água e esgoto tratados e isto atinge principalmente a população mais carente.



Barretos, 2 de maio de 2018.



Celso Rodrigo Branicio - Foto de janeiro/2016

Celso Rodrigo Branicio
Licenciado em Educação Física pela UnB - Universidade de Brasília
Graduado em Processamento de Dados pela FISO (Faculdades Integradas Soares de Oliveira de Barretos-SP)
Pós Graduado com Especialização em Análise de Sistema pela Universidade Federal de Uberlândia-MG
Diretor de Eventos da APPP (Associação de Participação Popular na Política)





SAIBA MAIS:



Debate: O cinismo de Boulos sobre o desabamento








Debate: A frouxidão do Poder Público com invasores









Prédio de 24 andares desaba no Centro de São Paulo









Nenhum comentário:

Postar um comentário

POSTAGEM DE DESTAQUE

UnBHoje - 6 a 12 de novembro de 2020 (Universidade de Brasília)

  06 A 12 DE NOVEMBRO 2020 ANO 35 Nº 6212 ...