Bem-vindo ao Blog Celso Branicio -

Pesquisar dentro deste blog

domingo, 23 de abril de 2017

Guarani 1 x 0 Barretos, Touro do vale joga bem, segurou o empate mas acabou tomando gol no final

Guarani 1 x 0 Barretos, Touro do vale joga bem, segurou o empate mas acabou tomando gol no final

 O Barrretos com a volta de alguns jogadores e com o time quase completo, jogou bem e encarou o Guarani de igual para igual em Campinas  e poderia até ter vencido, mas mais uma vez o ataque falhou e perdeu gols fáceis nas poucas oportunidades que teve e aí aos 23 minutos do segundo tempo o excelente jogador Bruno Nazário o melhor em campo fez o gol do Guarani e defeniniu o placar final do jogo. O Guarani como mandante e com  melhor meio de campo impôs sua força até conseguir o resultado.

O Guarani voltou ao G4 e só depende de uma vitória em Batatais na última rodada para confirmar a sua classificação, por outro lado o Barretos terá de vencer seu último jogo contra o Velo Clube em casa por três gols de diferença e ainda torcer pelo empate de XV de Piracicaba x Portuguesa em Piracicaba ou a vitória  do Bragantino contra a Votuporanguense em Bragança Paulista por quatro gols, missão quase impossível porque agora dependemos dos outros, mas não é impossível.

O duro é que devido ao jogo da Ponte Preta x Palmeiras em Campinas ter ocorrido no  domingo aí o jogo Guarani x Barretos teve de ser transferido para a segunda-feira e  o Barretos já sabia de todos os resultados e de sua situação que havia ficado ainda pior, um empate seria importantíssimo e esta derrota ainda pode atrapalhar e rebaixar o Barretos na última rodada, o time deveria ter se esforçado mais para tentar segurar ao menos o empate e se o ataque ridículo, aliás, o segundo pior do campeonato tivesse marcado as coisas poderia ser diferentes, veja que dos vinte times o ataque  esta em décimo nono lugar e a defesa está entre as 10 melhores em posição intermediária e assim nosso grande saldo negativo de gols se deve a um ataque pífio, até mesmo o centroavante Rafael Martins também perdeu gols fáceis, o jogador resolve matar a bola e conduzir em frente ao gol e aí é desarmado, na verdade se fosse um grande goleador ele chutaria de primeira surpreendendo o goleiro adversário e não é só ele nesta situação.

Nós já tivemos jogos em que perdemos gols cara a cara com o goleiro e o jogador não sabia o que fazer com a bola é verdade que com a pressão por gols e resultados aí nass hora "H" muitos jogadores amarelam, alguns atletas se escondem e não se apresentam para receber a bola, com este novo técnico e o Vilson Tadei por trás as coisas mudaram e o astral melhorou e podemos vencer em casa, o problema é termos de fazer três gols ou mais, pois, o ataque nunca fez mais do que dois gols em um jogo, vamos torcer para a torcida aparecer e os alunos encherem o estádio para pressionarmos o Velo Clube e tentarmos na base da pressão vencer o Velo e torcer por outros resultados.

Próximos Jogos:
O Guarani joga em Batatais às 16hs00 contra o Batatais no estádio Oswaldo Scatena lutando para se classificarem no G4.
O Barretos joga em casa no estádio Fortaleza diante do Velo Clube ambos lutando para evitar o rebaixamento.


Barrretos, 17 de abril de 2017.

Celso Rodrigo Branicio
Licenciado em Educação Física pela UnB



SAIBA MAIS:

GUARANI VENCE O BARRETOS MELHORES MOMENTOS



Publicado em 18 de abr de 2017
O Bugre venceu o Barretos por 1 a 0 e voltou ao G4 da Serie A-2 do Campeonato Paulista.
Matéria exibida no programa Futebol Esporte Show com Marcel Capretz na VTV-SBT.


Fonte:  Vídeo no Youtube - Canal do FUTEBOL ESPORTE SHOW NA WEB

https://youtu.be/2pTBdzfi9kI




Ficha Técnica de Guarani 1 x 0 Barretos
 
Bugre faz a lição de casa e segue dependendo apenas de si para avançar à próxima fase



RESULTADOS DA 18ª RODAA DA A2 DE 2017
RESULTADOS DA 18ª RODAA DA A2 DE 2017




PRÓXIMOS JOGOS - 19ª RODADA DA A2 DE 2017
PRÓXIMOS JOGOS - 19ª RODADA DA A2 DE 2017




CLIMA DE MEDO E TENSÃO: BARRETENSES REGISTRAM PREOCUPAÇÃO COM NOTÍCIAS DE MÉDICOS DROGADOS NA SANTA CASA DA CIDADE (Cultura Fm de Guaira-SP)

CLIMA DE MEDO E TENSÃO: BARRETENSES REGISTRAM PREOCUPAÇÃO COM NOTÍCIAS DE MÉDICOS DROGADOS NA SANTA CASA DA CIDADE (Cultura Fm de Guaira-SP)

A população de Barretos e região ficou alarmada nos últimos dias. Um médico plantonista da Santa Casa foi flagrado pela Polícia Militar comprando drogas um uma “boca de fumo” e teria confirmado estar em horário de seu plantão no hospital.


Dias depois, um médico ginecologista foi encontrado morto, nú, numa sala do Hospital com uma seringa vazia ao seu lado. O corpo teria passado a noite no local e há suspeita de morte por overdose.


Além das mortes em horário de plantão daqueles médicos, o silêncio das autoridades barretenses se tornou uma preocupação ainda maior da população. O jornalismo CULTURA encaminhou e-mails para a assessoria do hospital solicitando entrevistas, mas ninguém respondeu. A Prefeitura e vereadores também preferiram ignorar o assunto, gerando medo e tensão para quem depende de atendimento na saúde pública. Já tem gente perguntando se a cidade tem alguma autoridade.


Fonte: Página no Facebook da Cultura Fm Guaíra Sp

Link da matéria:

UM ESPÍRITO NOS FUNERAIS DE SEU CORPO - ESTADO DA ALMA NO MOMENTO DA MORTE (Programa Transição) + um Relato Pessoal de Celso Rodrigo Branicio sobre sua saudosa esposa Adriana Conceição Ananias





UM ESPÍRITO NOS FUNERAIS DE SEU CORPO - ESTADO DA ALMA NO MOMENTO DA MORTE (Programa Transição) + um Relato Pessoal de Celso Rodrigo Branicio sobre sua saudosa esposa Adriana Conceição Ananias
Allan Kardec

Os Espíritos sempre nos disseram que a separação da alma e do corpo NÃO SE DÁ INSTANTANEAMENTE. Algumas vezes começa antes da morte real, durante a agonia. Quando se faz notar a última pulsação, o desprendimento ainda não é completo. Ele se opera mais ou menos lentamente, conforme as circunstâncias e até sua completa libertação a alma experimenta uma PERTURBAÇÃO, uma CONFUSÃO que lhe não permitem dar-se conta de sua situação. Ela se encontra no estado de uma pessoa que desperta e cujas ideias são confusas.

Tal estado nada tem de penoso para o homem cuja consciência é pura; sem compreender bem o que vê, está calmo e espera sem temor o completo despertar. Ao contrário, é cheio de angústias e de terrores para aquele que teme o futuro.

A duração dessa perturbação, dizemos nós, É VARIÁVEL. É muito menos longa naquele que durante a vida já elevou seus pensamentos e purificou sua alma; dois ou três dias lhe bastam, enquanto que a outros são precisos, por vezes, oito ou mais dias. Muitas vezes assistimos a esse momento solene e sempre vimos a mesma coisa. Não é, pois, uma teoria, mas o resultado da observação, pois é o Espírito que descreve e pinta a sua própria situação.

Eis um exemplo bem característico e muito interessante para o observador, por não tratar-se de um Espírito invisível que escreve por intermédio de um médium, mas de um Espírito que é visto e ouvido junto ao seu corpo, tanto na câmara ardente quanto na igreja, durante o serviço fúnebre.

O Sr. X... acabava de ser vitimado por um ataque de apoplexia(AVC). Algumas horas depois de sua morte, o Sr. Adrien, um de seus amigos, achava-se na câmara mortuária, com a esposa do defunto. Ele viu distintamente o Espírito andar em todas as direções; olhar alternativamente para o seu corpo e para as pessoas presentes e depois sentar-se numa poltrona. Tinha exatamente a mesma aparência de quando vivo. Vestia-se do mesmo jeito: sobrecasaca preta e calças pretas. Estava com as mãos nos bolsos e parecia desconfiado.

Durante esse tempo a esposa procurava um papel na escrivaninha. O marido olhou-a e disse: “Procurarás em vão; nada encontrarás.” Ela nada suspeitava, porque o Sr. X. só era visível para o Sr. Adrien.

No dia seguinte, durante o serviço fúnebre, o Sr. Adrien viu novamente o Espírito de seu amigo vagando ao lado do caixão, mas JÁ NÃO TINHA A ROUPA DA VÉSPERA: estava envolto numa espécie de túnica. Entre ambos travou-se a seguinte conversa. Notemos, de passagem, que o Sr. Adrien não é sonâmbulo; que nesse momento, como no dia anterior, estava perfeitamente desperto e que o Espírito lhe aparecia como se fora um convidado para o enterro.

─ Diga-me uma coisa, meu caro Espírito: o que sentes agora?

─ Conforto e sofrimento.

─ Não compreendo isto.

─ Sinto que estou vivendo a minha verdadeira vida, entretanto, vejo o meu corpo aqui neste caixão; apalpo-me e não me sinto, contudo sinto que vivo, que existo. Serei então dois seres? Ah! Deixe-me sair desta noite, deste pesadelo.

─ Deverás ficar muito tempo assim?

─ Oh! Não. Graças a Deus, meu amigo, sinto que despertarei em breve. Seria horrível se assim não fosse. Tenho as ideias confusas; tudo é obscuridade; penso na grande divisão que acaba de ser feita... e da qual nada compreendo.

─ Que efeito lhe produziu a morte?

─ A morte? Eu não estou morto, meu filho! Você se engana. Eu me levantava e de repente fui atingido por uma escuridão que me desceu sobre os olhos; depois me levantei e imagine o meu espanto ao me ver, ao me sentir vivo e ter ao meu lado, sobre o ladrilho, meu outro ego deitado. Minhas ideias estavam confusas. Eu tentava me recompor, mas não conseguia. Vi minha mulher chegar e velar-me, lamentando-se, mas eu me perguntava o motivo. Eu a consolava, falava-lhe, mas ela nem me respondia nem me compreendia. É isto que me torturava e deixava meu espírito mais perturbado. Só você me fez bem, porque me escutou e compreende o que eu quero. Você me ajuda a destrinçar minhas ideias e me faz um grande bem. Mas por que os outros não fazem o mesmo? Eis o que me tortura... O cérebro está esmagado por esta dor... Irei vê-la. Talvez agora ela me entenda... Até logo, meu caro amigo. Me chame, que e eu irei vê-lo... Farei uma visita de amigo... Surpreendê-lo-ei... Até logo.

A seguir o Sr. Adrien o viu aproximar-se do filho que chorava. Curvou-se sobre ele, ficou uns momentos nessa posição, depois partiu rapidamente. Não havia sido entendido, mas sem dúvida imaginava ter produzido um som. “Eu estou persuadido, diz o Sr. Adrien, de que o que ele dizia chegava ao coração do filho. Eu vos provarei isso. Eu o vi depois, e ele estava mais calmo.”

OBSERVAÇÃO: Este relato está de acordo com tudo quanto havíamos observado sobre o fenômeno da separação da alma; confirma, em circunstâncias muito especiais, esta verdade: após a morte, o Espírito ainda está presente. Acreditamos ter diante de nós apenas um corpo inerte, ao passo que ele vê e entende tudo quanto se passa ao seu redor; penetra o pensamento dos assistentes e vê que entre si e eles a única diferença é a visibilidade e a invisibilidade. As lágrimas de crocodilo dos ávidos herdeiros não o abalam.

Quantas decepções devem os Espíritos experimentar nesse momento!


Fonte: Página no Facebook do Programa Transição

https://www.facebook.com/transicao/photos/a.104979972950175.7127.101603653287807/1249783208469840/?type=3&theater

 





VEJA UM CASO SEMELHANTE A ESTA MATÉRIA QUE EU TIVE COM MINHA SAUDOSA ESPOSA ADRIANA CONCEIÇÃO ANANIAS


VEJA UM CASO SEMELHANTE A ESTA MATÉRIA QUE EU TIVE COM MINHA SAUDOSA ESPOSA ADRIANA CONCEIÇÃO ANANIAS


No Centro Espírita quando perguntei pela minha finada esposa Adriana Conceição Ananias​ um guia me disse que ela acompanhou seu funeral e que gostou muito da presença de todos e das homenagens que fizeram por ela principalmente os idosos carinhosos do CCI (Centro de Convivência do Idoso) e a Diretora Ritinha que foram homenageá-la em seu funeral, pois, o CCI foi seu último emprego como Merendeira Municipal e aí como demorou para o IML liberar o corpo, pois, ela desencarnou no dia 01/09/2014 e só foi sepultada no dia 03/09/2014, então seu espírito já estava mais consciente e também pelo conhecimento da doutrina espírita porque ela fez cerca de três anos do curso básico da Escola de Aprendizes do Evangelho até se formar como uma iniciada, fazendo o curso de médiuns e oratória e depois frequentou o Centro Espírita durante muitos anos, inclusive trabalhando como voluntária na escolinha de crianças e jovens dos Aprendizes do Evangelho e participou muitas vezes das vibrações de quinta-feira.

No dia seguinte depois de seu desencarne, meu chefe no SAAE que é hoje evangélico e já foi espírita, foi me procurar em casa com a esposa dele que também já foi espírita e ambos são sensitivos só que eu não estava em meu lar e eles alegam que viram a Adriana vindo olhar quem estava me chamando na rua, mas acredito que só neste período de 24 horas é que ela deve ter ficado mais confusa, até tentei falar com ela e explicar, mas eu nunca tive mediunidade de clarividência ou vidência como ela tinha quando estava encarnada, eu emito e sinto energias, mas raramente consigo visualizar entidades, foram raras as vezes e assim não a vi e não me comuniquei, mas rezei muito por ela.

No dia do seu funeral segundo me disse um guia no centro espírita de umbanda, ela já estava consciente de sua situação de desencarnada e pode acompanhar o próprio velório e sepultamento e gostou muito das homenagens de todos.

Esta entidade disse ainda que ela desencarnou porque faltou sangue e oxigenação no cérebro, então ela desmaiou e desencarnou em seguida, não tinha ninguém em casa e quando cheguei ela já estava com rigidez cadavérica e segundo o SAMU já estava morta a mais de seis horas, mas na hora deste infarto ela saiu da cama e tentou caminhar, mas com as dores acabou caindo em cima da cama e urinando típico de infarto segundo médicos desta área e ela ficou com os pés no chão e o tronco na cama.

O incrível é que aparentemente mesmo depois de morta ainda a perseguiram e até hoje não foi colocado a causa mortis na Certidão de Óbito pelo IML que ficou quase dois dias com o corpo abriu, colheu líquido e analisou tudo, coisas do Brasil e falta de respeito com o cidadão.

Eu ainda vou acionar a justiça para conseguir isto, o estranho foi este fato ocorrer aparentemente por causa da turma do Prefeito estar com medo dela processar a Prefeitura pelo assédio moral que vinha sofrendo e certamente com medo de que eu ainda processasse a Prefeitura pelo que fizeram a ela, pois, ainda quero um esclarecimento da causa mortis oficial e no papel, pois, fica cheirando a armação política para me prejudicar em futuro processo e todos deveriam ter sua causa mortis registrada na certidão de óbito e no caso dela até por ter sido exaustivamente analisada pelo IML não se justifica esta omissão que precisa ser investigada.

A médica do IML alegou que é de praxe e que em alguns casos não se registram a causa, mas neste caso ela tinha morrido a cerca de seis horas apenas e fizeram o serviço completo, só espero que não tenha sido proposital e a mando político.

Eu desconfio disto porque em novembro de 2015 ladrões entraram duas veses em casa e furtaram documentos dela quando eu tinha saído, só porque eu havia citado isto em postagem na internet sobre o assédio moral contra a Adriana e processo judicial que ela poderia ter feito e que eu ainda poderia fazer.

No Funeral haviam professoras da rede municipal de ensino, eu não sei se a mando do Secretário ou de alguma Supervisora ou outro superior hierarquico da Educação Municipal, mas fizeram intriga jogando a família dela contra a minha, plantando boatos e discórdia visando prejudicar a imagem dela e a minha e tentando criar brigas entre as famílias.

Houve professoras tentando brigar com meus amigos, principalmente os que são críticos da administração municipal de Barretos e os seus desmandos que hoje levou a cidade aos caos, lamentável a baixaria, por sorte que tudo ficou sobre controle e muitos nem perceberam e depois esta turma de arruaceiros mandados para lá para tumultuar só ficou algumas horas no início do funeral e quando voltei a maioria já tinha ido embora, mas meus amigos e parentes não gostaram destas atitudes e me comunicaram.

O caso do furto de documentos e objetos da Adriana ocorrido em novembro de 2015, mais de um ano após o sepultamento foi levado a Polícia Civil e fiz um Boletim de Ocorrência, mas como tudo neste país, a Policia ainda não descobriu nada, ainda não apurei o motivo, mas pode até ser também pelo envolvimento de figurões da Política como o Secretário da Educação e o Prefeito podendo estar envolvidos, não existe provas e nem foram atrás, o estranho foi os documentos por coincidência terem sido encontrados jogados num terreno baldio ao lado da casa de uma professora que de manhã trabalha como advogada da Prefeitura em petições sobre Educação, bem  na prática puseram uma pedra em cima, mas ainda faço questão de ter a causa mortis na Certidão de Óbito e esclarecer este caso muito suspeito.

Agora apurar tudo isto é questão de honra pela memória dela, sem contar que quero fazer eles serem punidos pelas agressões psicológica com assédio moral e exclusão social que a levou a depressão e provavelmente a morte. A troca de escola várias vezes sem parar os problemas e a última supervisora dela, a Graça Lemos tentou diversas vezes interceder por ela nas reuniões com a cúpula da Educação e Diretores de Escola, mas por falta de apoio do Secretário de Educação e outras autoridades, não se resolveu completamente o problema, mas pelo menos a Graça levou a Adriana para o CCI (Centro de Convivência do Idoso) não era uma solução definitiva, mas pelo menos a Diretora era compreensiva e não a agredia e ela ficaria lá por uns tempos e se deu bem melhor que em outras escolas.

Eu quero tudo esclarecido até pelo uso de marginais para invadir minha casa e furtarem documentos dela após mais de um ano de seu falecimento, parece novela mexicana, nem depois de morta a deixaram em paz, por sorte que ela agora está acima destas baixarias e politicagens.

No ano passado (2016) quando mandei rezar uma missa de dois anos do falecimento dela em 01/09/2016, eu publiquei no jornal O Diário e Jornal de Barretos o convite da missa e ainda produzi um texto lembrando da importância dela em minha vida e da data de seu desencarne e postei novamente sua breve biografia que havia feito em 2015 quando da homenagem de um ano de seu sepultamento e também publiquei uma foto inédita dela produzida por um artista plástico na Festa do Peão anos atrás em grafite, ela adorou a homenagem e principalmente a repercussão entre os parentes, amigos e amigas, digo isto porque perguntei no centro espírita sobre sobre uma aproximação que tive em casa e o cheiro de perfume de flores silvestres que eu senti em meu escritório quando acessava a internet e depois em meu quarto quando fui dormir e no centro um guia me disse que era ela que veio me visitar agradecendo pelo carinho e atenção e que ficou muito feliz pelas homenagens.

Acredito que apesar de toda a dor que ela teve pelas perseguições políticas e assédio moral e toda a depressão que a acometeu, ela conseguiu fazer bem a sua passagem devido ao conhecimento da doutrina espírita e tudo de bom que ela fez nesta encarnação e certamente hoje já deve estar melhor do que nós, segundo fui informado ela está se recuperando e já estudando e se adaptando a esta nova vida.


Barretos, 23 de abril de 2017.


Celso Rodrigo Branicio



SAIBA MAIS:



Hoje 01/09/2016 minha saudosa e inesquecível esposa Adriana Conceição Ananias faz dois anos que nos deixou, nasceu em 27/08/1973 e faleceu em 01/09/2014




Homenagem a Adriana Conceição Ananias na celebração de um ano de seu falecimento 01/09/2015
 

http://celsorodrigobranicio.blogspot.com/p/homenagem-adriana-conceicao-ananias-na.html



Missa de um Ano do Falecimento de ADRIANA CONCEIÇÃO ANANIAS na Igreja do Bom Jesus em Barretos-SP às 19hs30 (sábado) dia 05/09/2015




Convite de Missa de Um Mês do Falecimento de Adriana Conceição Ananias - dia 04/10/14 sábado às 19hs30 na Igreja Bom Jesus em Barretos-SP




Convite de Missa de 7º Dia de Adriana Conceição Ananias - dia 10/09/14 quarta às 19hs30 na Igreja Bom Jesus em Barretos-SP




OBSERVAÇÕES SOBRE O DESFECHO DO FUNERAL DE ADRIANA CONCEIÇÃO ANANIAS (ANEXO A CERTIDÃO DE ÓBITO DELA)




QUEM FOI ADRIANA CONCEIÇÃO ANANIAS
(Breve Biografia)




LUTO - Faleceu Adriana Conceição Ananias minha companheira, o funeral será amanhã 03/09/14 às 09hs00 e o velório a partir das 17hs30 de hoje no Velório Municipal de Barretos (anexo a certidão de óbito dela)







Tags: Adriana Conceição Ananias, Merendeira, Barretos, Cozinha, Cozinheira, Comida, Merenda, Alunos, Escolas, Prefeitura Municipal, Servidor Público, Falecimento, Morte, Obituário, Cemitério, Velório, Espirito, Espiritismo, Umbanda, Religião, Kardecismo, Allan Kardec, Aliança Evangélica Espírita, Aliança, 01/09/2014, 27/08/1973, Missa, Igreja do Bom Jesus, Política, Infarto, IML, Polícia Civil, Bom Jesus, Politicagem, Perseguição Política, Sindicato, Sindicalismo, Graça Lemos, Secretário da Educação, Prefeito Municipal, Guilherme de Ávila, Legislação, Assédio Moral, Depressão, Saúde Mental, Saúde, CCI, Supervisor de Ensino, Diretor de Escola, Cipriano, Aparecido Cipriano, Marlene Fachin, Alberto Moreira, Los Angeles, Dona Bilica, Conrole de VEtores da Dengue, Parentes, primas, Esposa, Certidão de Óbito, Óbito, Coração, Entidade, Centro Espírita, Vida após a Morte, Perfume de Flores, Perfume, Branicio, Celso Rodrigo Branicio, Casamento, O Diário de Barretos, Jornal de Barretos Regional. Rádio Jornal de Barretos.





POSTAGEM DE DESTAQUE

UnBHoje - 6 a 12 de novembro de 2020 (Universidade de Brasília)

  06 A 12 DE NOVEMBRO 2020 ANO 35 Nº 6212 ...