Bem-vindo ao Blog Celso Branicio -

Pesquisar dentro deste blog

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Valentine's Day x Dia dos Namorados: Por que o Brasil é 'do contra' e comemora a data em junho? (BBC Brasil)

14 fevereiro 2017

Valentine's Day é celebrado no dia 14 de fevereiro na maioria dos lugares do mundo, mas no Brasil virou o Dia dos Namorados, em 12 de junho - BBC Brasil
Valentine's Day é celebrado no dia 14 de fevereiro na maioria dos lugares do mundo, mas no Brasil virou o Dia dos Namorados, em 12 de junho 


O 14 de fevereiro é conhecido no mundo todo como "o dia mais romântico do mundo". Chamado "Valentine's Day" (ou Dia de São Valentim), a data celebra o que é conhecido no Brasil como Dia dos Namorados.

Mas por aqui ele não é comemorado hoje - aliás, nem perto disso. Desde 1948, o país celebra essa data romântica em 12 de junho. Ela coincide com a véspera do Dia de Santo Antônio, conhecido como santo casamenteiro, mas o motivo para isso tem pouco a ver com o significado religioso - foi exclusivamente comercial.

A ideia de estabelecer uma comemoração de "Dia dos Namorados" veio do publicitário João Doria, pai do atual prefeito de São Paulo. Dono da agência Standart Propaganda, ele foi contratado pela loja Exposição Clipper com o objetivo de melhorar o resultado das vendas em junho, que sempre eram muito fracas. 



Inspirado pelo sucesso do Dia das Mães, Doria instituiu outra data comemorativa para trocar presentes no ano: o Dia dos Namorados. 

Junho foi escolhido porque era justamente o mês de desaquecimento das vendas. A escolha do dia 12 teve a ver com o fato de ser véspera da celebração de Santo Antônio, que já era famoso no Brasil por ser o santo casamenteiro. 

Unindo, então, o útil ao conveniente, Doria criou a primeira propaganda que instituiria a data no país.

"Não é só com beijos que se prova o amor!", dizia um slogan do primeiro Dia dos Namorados brasileiro. "Não se esqueçam: amor com amor se paga", afirmava outro. A propaganda foi julgada a melhor do ano pela Associação Paulista de Propaganda à época. 

Texto de João Doria, arte de Fritz LessinDireito de imagem Texto de João Doria, arte de Fritz Lessin Image captionSlogan de propaganda do Dia dos Namorados criada por João Doria - BBC Brasil
Texto de João Doria, arte de Fritz Lessin
Direito de imagem Texto de João Doria, arte de Fritz Lessin Image caption
Slogan de propaganda do Dia dos Namorados criada por João Doria 


A data começou a "pegar" no Brasil no ano seguinte, quando mais regiões começaram a aderir a ela - posteriormente, a comemoração se tornou nacional. 


Atualmente, o "Dia dos Namorados" já é a terceira melhor data para o comércio no país - atrás apenas do Natal e do Dia das Mães. A média do faturamento do dia romântico já chega perto de R$ 1,5 bilhão.


São Valentim

A origem do Dia de São Valentim, celebrado nos Estados Unidos e na Europa, é muito anterior ao Dia dos Namorados no Brasil. 

O chamado Valentine's Day começou a ser celebrado no século 5 - o primeiro dia oficial do santo foi declarado em 14 de fevereiro de 496 pelo papa Gelásio, em homenagem a um mártir que tinha esse nome.

Há algumas explicações para a história, mas a mais famosa é a de que São Valentim era um padre de Roma que foi condenado à pena de morte no século 3.

Segundo esse relato, o imperador Claudio 2 baniu os casamentos naquele século por acreditar que homens casados se tornavam soldados piores - a ideia dele era de que solteiros, sem qualquer responsabilidade familiar, poderiam render melhor no Exército. 

Valetim, porém, defendeu que o casamento era parte do plano de Deus e dava sentido ao mundo. Por isso, ele passou a quebrar a lei e organizar cerimônias em segredo.

Quando Claudius descobriu, ele foi preso e sentenciado à morte no ano 270.

Mas, durante o período em que ficou preso, o agora santo se apaixonou pela filha de um carcereiro. No dia do cumprimento da sentença, ele enviou uma carta de amor à moça assinando: "do seu Valentim" - o que originou a prática moderna de enviar cartões para a pessoa amada no 14 de fevereiro.

Mas foi apenas dois séculos depois que a data passou a ser efetivamente comemorada, quando o papa Gelásio instituiu o Dia de São Valentim, classificando-o como símbolo dos namorados. 

A comemoração foi criada como uma resposta a uma tradição antiga que teria se originado em um festival romano de três dias chamado Lupercalia.O evento, ocorrido no meio de fevereiro, celebrava a fertilidade. Seu objetivo era marcar o início oficial da primavera.

Dia de São Valentim é famoso até mesmo em alguns países muçulmanos - onde gera polêmica e protestos, muitas vezes - BBC Brasil
Dia de São Valentim é famoso até mesmo em alguns países muçulmanos - onde gera polêmica e protestos, muitas vezes 

Como parte das celebrações, jovens sorteavam nomes de garotas misturados dentro de uma caixa. Os dois então se transformavam em namorados durante a festa, e podiam até casar.

Nos séculos seguintes, a Igreja decidiu erradicar celebrações pagãs e por isso transformou o evento em uma festa cristã, em homenagem a São Valentim.

Mas há ao menos outras duas figuras históricas que disputaram o título de São Valentim associado a essa data.

Uma delas é um bispo de uma cidade próxima a Roma - na região da atual Terni - e a outra, um mártir do norte da África.

Como não se sabe muito mais informações sobre essas duas outras figuras. O padre de Roma acabou se tornando o mais conhecido São Valentim.


Sucesso comercial

Apesar de estar em queda, o "Valentine's Day" ainda rende um faturamento considerável nos Estados Unidos. 

De acordo com a National Retail Federation (associação de varejistas dos Estados Unidos), a expectativa é de que a data mais romântica do ano traga US$ 18,2 bilhões (R$ 56,8 bilhões) para a economia. 

O número fica abaixo do recorde estabelecido no ano passado - US$ 19,7 bilhões (R$ 61,5 bilhões) -, mas ainda mostra que a comemoração desperta o consumo dos americanos. Nesta data, o item mais comprado para presentear os (as) namorados (as) ainda é o tradicional cartão de São Valentim. Em segundo lugar, ficam doces (chocolates ou balas) e em terceiro, flores.


Fonte: BBC Brasil
Texto de João Doria, arte de Fritz Lessin
Direito de imagem Texto de João Doria, arte de Fritz Lessin Image caption
Slogan de propaganda do Dia dos Namorados criada por João Doria 


Reunião da APPP no dia 15/02/2017 quarta-feira às 20hs00 na ACIB para associados, simpatizantes e população em geral - Pauta: Discussão dos principais problemas de Barretos no momento como Santa Casa, CIP, Aumento da taxa de Água, posse da nova Diretoria, etc.

Reunião da APPP no dia 15/02/2017 quarta-feira às 20hs00 na ACIB para associados, simpatizantes e população em geral - Pauta: Discussão dos principais problemas de Barretos no momento como Santa Casa, CIP, Aumento da taxa de Água, posse da nova Diretoria, etc.

Reunião da APPP no dia 15/02/2017 quarta-feira às 20hs00 na ACIB para associados, simpatizantes e população em geral - Discussão dos principais problemas de Barretos no momento como Santa Casa, CIP, Aumento da taxa de Água, posse da nova Diretoria, etc.

A Presidência da APPP, convida todos os seus associados, simpatizantes e a população em geral para a reunião a realizar-se no dia 15/02/2017 (quarta-feira), iniciando às 20:00 horas e finalizando no máximo as 22:00 horas, na ACIB de Barretos.

A reunião é aberta a participação da população barretense, que poderá levar assuntos de seu interesse.
 

Aguardo a presença de todos.

Local da Reunião: Auditório da ACIB
(Associação Comercial e Industrial de Barretos)
Endereço: Calçadão da Rua 20, número 725 entre (19x21) - Centro - CEP: 14780-070 - Barretos-SP


Mapa do local:

goo.gl/fBm8qR






Perfil do prefeito de Barretos na web chama moradora de 'problemática' (G1)


08/02/2017 07h00 - Atualizado em 08/02/2017 07h00

Em comentário no Facebook, vendedora cobrou vaga em creche para o filho.
Prefeitura diz que comentário foi enviado por engano por um assessor.

 
Do G1 Ribeirão e Franca


Em mensagem no Facebook, perfil do prefeito Guilherme Ávila (PSDB) chama moradora de 'problemática' (Foto: Reprodução/Facebook)
Em mensagem no Facebook, perfil do prefeito Guilherme Ávila (PSDB) chama moradora de 'problemática' (Foto: Reprodução/Facebook)

Uma vendedora que há três meses tenta matricular o filho em uma creche em Barretos (SP) diz que foi ofendida em uma mensagem supostamente escrita pelo prefeito Guilherme Ávila (PSDB) no Facebook. No texto, que parece ter sido encaminhado por engano, a moradora é chamada de "problemática".

Karine Nishisaki, de 20 anos, contou que a polêmica teve início nesta segunda-feira (6), após fazer um comentário em uma postagem na página do prefeito na rede social, sobre investimentos na educação. Ávila dizia que a rede municipal atende 100% da demanda do ensino infantil.

Acho que foi muito deselegante porque mostra o jeito que o prefeito e a equipe dele tratam os moradores de Barretos"
Karine Nishisaki, vendedora

A mulher afirmou, porém, que desde dezembro tenta matricular o filho de 1 ano em uma das creches da cidade, mas sempre recebe como resposta que não há vagas disponíveis. Ela cobrou do prefeito uma solução para o impasse.

“Eu não tenho condições de pagar aluguel, água, luz, comprar o leite especial para o meu filho, porque ele é alérgico, e ainda pagar uma pessoa para cuidar dele. Eu pago meus impostos, é direito do meu filho a ter uma vaga na creche”, disse a jovem.

Após o comentário, Karine recebeu uma mensagem pedindo os dados pessoais dela e do filho. A jovem enviou as informações por inbox e recebeu como resposta o seguinte texto: “Moça problemática. Acho melhor responder in box e pedir pra alguém da educação ligar pra ela. Se der corda, ela vai torrar na linha do tempo.”

A vendedora disse ter ficado surpresa com a resposta. “Acho que foi muito deselegante porque mostra o jeito que o prefeito e a equipe dele tratam os moradores de Barretos. Ficou claro que ele estava falando mal de mim para outra pessoa e, sem querer, acabou mandando a mensagem para mim.”

 
Polêmica  teve início após comentário de Karine Nishizaki em publicação do  prefeito sobre investimentos na educação em Barretos (Foto:  Reprodução/Facebook)
Polêmica teve início após comentário de Karine Nishizaki em publicação do prefeito sobre investimentos na educação em Barretos (Foto: Reprodução/Facebook)

Assessora promete vaga
 
Irritada com a situação, Karine publicou o conteúdo da conversa em um grupo formado por moradores de Barretos no Facebook. A postagem viralizou e recebeu 198 comentários até a tarde de terça-feira (7), a maioria deles criticando a atitude do prefeito.

“Duas horas depois, me ligou um homem – não sei se é assessor do prefeito – dizendo que foi ele quem enviou a mensagem. Ele disse que o prefeito estava viajando e pediu para eu apagar a publicação no Facebook porque ele corria o risco de perder o emprego”, afirmou.

Karine levou a documentação do filho na escola municipal nesta terça-feira. Ela disse que ficou espantada com a rapidez com que o problema foi resolvido, após a polêmica na internet, mas se sente decepcionada com a forma como foi tratada pela administração.

“Eu me senti ofendida, fiquei muito triste. Eu só fiz uma pergunta e ele [o prefeito] se ofereceu em me ajudar, pedindo os meus dados. O que eles fizeram é muito feio. O que aconteceu comigo, poderia ter acontecido com outra pessoa, é muita falta de respeito”, desabafou.


Polêmica  teve início após comentário de Karine Nishizaki em publicação do  prefeito sobre investimentos na educação em Barretos (Foto:  Reprodução/Facebook)
O prefeito de Barretos, Guilherme Ávila (PSDB) (Foto: Reprodução/EPTV)

 
Mensagem por engano
 
Em nota, a assessoria da Prefeitura de Barretos afirmou que a postagem foi feita fora do contexto por um assessor que tinha a função de auxiliar na leitura e no encaminhamento das solicitações enviadas como mensagens privadas ao prefeito. O funcionário cometeu um engano na hora de alternar o login da página em questão com o perfil pessoal dele, onde o texto deveria ter sido postado. Se referia a uma questão pessoal, como resposta privada à pergunta de um amigo, mas o assessor fez questão de ligar para a moradora e se desculpar publicamente.

A assessoria ressaltou que a página é utilizada pela equipe de comunicação e que o responsável foi advertido e afastado da função.

O suposto autor da mensagem destinada à Karine chegou a publicar uma mensagem em um grupo no Facebook assumindo o erro e pedindo desculpas à moradora e ao prefeito, destacando que Ávila teve "a imagem prejudicada por alguém que deveria cuidar dela."

Sobre a vaga concedida ao filho de Karine, a prefeitura afirmou que a criança foi matriculada em uma instituição que não é a solicitada pela vendedora inicialmente. O nome do menino segue na lista de espera da escola escolhida pela mãe.


Fonte: G1 da Globo
08/02/2017 07h00 - Atualizado em 08/02/2017 07h00
Do G1 Ribeirão e Franca

http://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/2017/02/perfil-do-prefeito-de-barretos-na-web-chama-moradora-de-problematica.html



POSTAGEM DE DESTAQUE

UnBHoje - 6 a 12 de novembro de 2020 (Universidade de Brasília)

  06 A 12 DE NOVEMBRO 2020 ANO 35 Nº 6212 ...