Bem-vindo ao Blog Celso Branicio -

Pesquisar dentro deste blog

quarta-feira, 11 de março de 2015

Barretos perde para o Nacional em São Paulo (O Diário de Barretos)

Barretos perde para o Nacional em São Paulo (O Diário de Barretos)


Resultado tira novamente a equipe barretense do G-8

O Nacional venceu o Barretos Esporte Clube por 4 a 1 em partida válida pela 10ª rodada do Campeonato Paulista da Séria A-3. O jogo foi realizado na tarde desta quarta-feira (11), no Estádio Nicolau Alayon, em São Paulo. Jorge Mauá (2), Mirrai e Júnior marcaram para o time da casa. Jacaré descontou para o Barretos na etapa final do jogo.

Com o resultado, o Barretos Esporte Clube cai para 12ª colocação com 13 pontos. Seu próximo compromisso é diante do São José, domingo (15), às 10h00, no estádio Fortaleza.

 

Fonte: Jornal O Diário de Barretos 

11/03/2015 | Esporte / Futebol

www.odiarioonline.com.br
 

 

PIMENTA DA MORTE CHALLENGE - MOLHO INSTANTANEO COM DUAS DAS PIMENTAS MAIS ARDIDAS DO MUNDO - TRINIDAD SCORPION MORUGA E BHUT JALOKIA




Publicado em 7 de mar de 2014
PIMENTA NUCLEAR FEITA EM 30 SEGUNDOS



Fazenda Orypaba - Monte Alegre do Sul, SP - Brasil / CEP 13910-000
Comercial (019) 3899-2404 | Vivo (019) 99818-7318 | Tim (019) 98295-9795
E-mail: 
CNPJ: 18.159.967/0001-86
by Frequência




PIMENTA DA MORTE CHALLENGE - MOLHO INSTANTANEO COM DUAS DAS PIMENTAS MAIS ARDIDAS DO MUNDO - TRINIDAD SCORPION MORUGA E BHUT JALOKIA


Fonte: Vídeo no Youtube - Canal do VICIADOEMPIMENTAS FÁBIO TUMA

https://youtu.be/CCKzxJH5ABQ




CAROLINA REAPER DANGER DEATH MORTE CHALLENGE - FABIO TUMA COMENDO UMA CAROLINA REAPER A PIMENTA MAIS ARDIDA DO MUNDO (VICIADOEMPIMENTAS)




Publicado em 18 de fev de 2014

NÃO FAÇA ISSO!!!!!! PERIGO ,MORTE!!!!!!

DON'T DO IT!!!!!. DANGER, DEATH!!!!!!CHALLENGE


Diretamente dos EUA, a VICIADO EM PIMENTAS já possui as MATRIZES da CAROLINA REAPER!


A CAROLINA REAPER é uma pimenta pimentão híbrido da espécie Capsicumchinense, originalmente chamado de "HP22B", criados pelo cultivador Ed Currie, que dirige a Pucker Butt Pepper Co. em Fort Mill, Carolina do Sul.


A CAROLINA REAPER foi classificada como a pimenta mais quente do mundo pelo Guinness World Records de acordo com testes de 2013, com média de 1.569.300 milhões SHU na escala Scoville, com níveis de pico de mais de 2.200.000 milhões SHU.



A recordista anterior era a Trinidad Scorpion Moruga com 2.009.231 milhões SHU na escala Scoville.



Descrição do produto

A Carolina Reaper (ceifador) conhecida como HP22B. É bonita, com uma superfície áspera vermelha brilhante e uma longa cauda de ferrão. Mas não se deixe enganar! Esta pimenta tem o seu nome por uma razão.

Se você é estúpido o suficiente para comer esta pimenta inteira, você pode querer entrar nas portas da morte de bom grado. Seja muito, muito cuidadoso ao usar esta pimenta. Aqueles que não temem a Reaper são tolos!


Somente quem está acostumado com as nucleares aguentam (e são poucos).

NÃO VENDEMOS PARA MENORES DE 18 ANOS. ATENÇÃO e não estamos brincando!



Depois de tocar ou manusear pimentas nucleares sempre se lembre de lavar as mãos com um produto que contenha acidez, tais como suco de limão.
Algumas de nossas pimentas são tão quentes que se não for devidamente manipulada, pode danificar temporariamente o tecido da pele e olhos.
Ao compartilhar suas pimentas com outras pessoas, por favor, que eles saibam usar com cautela e responsabilidade e o uso de luvas cirúrgicas são praticamente obrigatórios.



NÃO PAGUE NADA AGORA!


  • Benefícios Medicinais

    Você sabia que a pimenta, aquele condimento de sabor picante, traz diversos benefícios à saúde!

    A capsaicina tem propriedades medicinais comprovadas, atua como cicatrizante de feridas, antioxidante, dissolução de coágulos sanguíneos previne a arteriosclerose, controla o colesterol, evita hemorragias, aumenta a resistência física. Além disso, influencia a liberação de endorfinas, causando uma sensação de bem-estar muito agradável, na elevação do humor.

    O valor nutricional da pimenta é relativamente alto, por constituir boa fonte de vitaminas C e A. Apresenta ainda cálcio, ferro, caroteno, tiamina, niacina, riboflavina e fibras.

    • Descongestionante nasal
    • Prevenção de coágulos sanguíneos
    • Prevenção de ataques cardíacos
    • Prevenção de derrame cerebral
    • Tratamento de doenças circulatórias
    • Analgésico (uma aspirina natural)
    • Dissolução de muco dos pulmões
    • Redução do colesterol elevado
    • Expectorante
    • Indutor da termogênese (efeito de transformar parte das calorias dos alimentos em calor).
    • Antioxidante Uma dica para quem quer perder peso.

    Cada seis gramas de pimenta queimam 45 calorias! Antidepressivo, a adrenalina e a noradrenalina também são responsáveis pelo estado de alerta, daí a ingestão de pimenta estar também associada à melhora de ânimo em pessoas deprimidas.

    Antioxidantes como as vitaminas A e E, o betacaroteno e os flavonóides — abundantes nas pimentas, são fundamentais para neutralizar os radicais livres, átomos tóxicos formados a partir dooxigênio, que reagem aleatoriamente com todos os componentes celulares, prejudicando a função das células. A maior parte das doenças degenerativas, processos inflamatórios, imunodeficiência, doenças auto-imunes e o envelhecimento acentuado são determinados pela ação nefasta do excesso de radicais livres.


     
  • Manual de Cultivo

    Recomendamos sumerger as sementes em uma solução de 1 copo d’agua mineral com 5 gotas de “hidrosteril” ou similar por 15 minutos.

    Mexer na água suavemente com uma colher um espetinho de madeira, previamente desinfetados, para ter certeza que as sementes estão sendo impregnadas pela solução. Depois destes 15 minutos lavar as sementes com água mineral, colocando as em um coador, e enxugando por pelo menos 5 ou 6 vezes.

    Se nao tiver este produto em sua localidade, simplesmente pule esse passo acima.

    Depois de isso deixar as sementes em molho em ÁCIDO GIBERELICO (GA3) por 48 horas antes de plantar. Se não tiver GA3 deixe as sementes em molho em água mineral por uma noite antes de plantar.

    Esta é uma pimenta de origem tropical. Para ter uma boa germinacao necessita de calor!!! As sementes não vão germinar, ou vão demorar muito e germinar pouco se a temperatura não for apropriada (entre 25 e 30 graus). Se a temperatura local não e correta para a germinação, cobrir as sementes com um vidro o com plástico de garrafas pets, fazendo efeito mini estufa.

    Plante as sementes em saquinhos ou copinhos individuais assim não vão sofrer no momento do transplante ao solo ou vasos maiores. A germinação pode ocorrer dos 14 aos 60 dias ou ainda depois se as condições não são perfeitas. Sempre utilize SUBSTRATO, não terra (o substrato se compra nas lojas de plantas). Substrato de floreiras e o melhor, mas qualquer outro serve. O substrato permite melhor areação das sementes, o que e fundamental na germinação. Se não conseguir Substrato use terra leve, e fina para não dificultar a emergência das sementes.

    Coloque as sementes acima do substrato, e tampe só com 1 centímetro de substrato.

    NO VERÃO NÃO DEIXE AS MUDINHAS PEQUENAS NO SOL DIRETO, NEM PERMITA QUE O SUBSTRATO SEQUE. Também não exagere com a sombra, já que sem sol, as mudas são propensas a pegar pragas, e não vão crescer bem.

    Use boa drenagem, não permita que as sementes fiquem alagadas.

    Transplantar com cuidado, sem mexer nas raízes, quando as mudinhas tiverem uns 7/10 cms.
    Adapta-se bem ao plantio em vasos, que devem ter no mínimo 14 litros.
    Se plantadas em canteiros, devem obedecer a uma distância mínima de 45 cm entre as plantas.
    Aconselho fazer uma adubação de reforço, em cobertura, na fase de frutificação, para dar suporte a carga de frutos.
    Continue fertilizando as plantas de acordo com as recomendações dos fabricantes dos fertilizantes, mas evite adubos muito ricos em nitrogênio, eles tendem a estimular o crescimento em detrimento à resistência das plantas.
    Nos cultivos comerciais e orgânicos, é importante efetuar pulverizações preventivas contra doenças. A calda bordalesa pode ser utilizada em ambos os tipos de cultivo e previne doenças fúngicas.

    Fique de olho nas pragas e remova manualmente todas que você enxergar, para evitar as grandes infestações.
     


    MUITO IMPORTANTE: Se você quer ter pimentas PURAS e ARDIDAS. Não pode cultivar as três espécies juntas, para evitar a Polinização cruzada, tem que cultivar ela sozinha ou isolada.  


    DICA IMPORTANTE: Reduzir a irrigação ao máximo à medida que as pimentas vão amadurecendo, para ter pimentas ainda mais ardidas.

    As Pimentas Nucleares não gostam do cloro. Se sua água encanada tem muito cloro, não molhe as plantas com ela. Use água de chuva, água mineral ou use um anticloro (para aquários). 


  • Conserva de Pimenta em Vinagre

    Conserva em Vinagre:

    A conserva de pimentas em vinagre é um meio extremamente eficaz e flexível para que você possa conservar suas pimentas. Essa flexibilidade permite inúmeras formas de combinações dos ingredientes à serem utilizados no preparo de sua conserva. Você pode optar pela utilização de diversas variedades de pimentas em um mesmo frasco, diversificar nos temperos e condimentos (sal, cravo da índia, cominho, etc), agregar diversos tipos de legumes e muito mais. Uma dica mais do que deliciosa é preparar a conserva de suas pimentas em vinagre juntamente com legumes comumente utilizados na preparação de picles, como por exemplo, cenoura ou pepino. Além de ser extremamente saboroso, você obterá um picles com um aroma picante (pungente) e exótico.

    A acidez do vinagre impede a formação de bactérias ou mofo, comumente surgindo na forma deaflatoxinas. Isso permite que sua conserva de pimentas em vinagre tenha uma validade prolongada, chegando a quase 1 ano se o frasco for mantido sob refrigeração, muito bem vedado e protegido da luz e do calor. Somente recipientes de vidro devem ser utilizados nesse procedimento, pois é a maneira mais garantida de se conseguir a validade anteriormente mencionada, além de ser extremamente resistente à acidez do vinagre. Outra característica interessante do processo de conserva de pimentas em vinagre é a maneira como as pimentas mantém sua estrutura celular o mais intacta possível, diferente do processo de conserva por congelamento. No congelamento, a pimenta ganha certa elasticidade em sua estrutura, sendo perceptível em seu manuseio. A conserva de pimentas em vinagre permite que a pimenta mantenha sua estrutura mais natural, ou seja, mais crocante e não elástica.

    O vinagre branco fermentado de álcool é o vinagre mais indicado para o preparo de suas conservas de pimentas. Ele possui um sabor mais acentuado e permite que as pimentas mantenham suas cores intactas. Como mencionamos anteriormente, você pode usar sua criatividade e combinar diversas variedades de pimentas com condimentos e outros legumes. Você pode inclusive utilizar vinagre à base de frutas ou outros tipos de vinagre, caso você não se incomode que suas pimentas em conserva percam um pouco de sua cor. Ao utilizar qualquer outro tipo de vinagre, existe essa tendência de descoloração bem mais acentuada e aparente do que a utilização do vinagre fermentado de álcool, onde a descoloração é mais suave caso venha realmente a ocorrer. Mas em nenhum momento o aroma ou a pungência será afetado ou prejudicado. O único detalhe importante a ser observado e a taxa de acidez do vinagre, que deve ser de no mínimo 5% para que atue como agente antibacteriano. Mais uma vantagem na conserva de pimentas em vinagre: não somente as pimentas podem ser utilizadas como ingredientes para os pratos ou receitas que você desejar, mas também o vinagre pode e deve ser utilizado no preparo de saladas, carnes e muito mais. Ele irá adquirir a pungência das pimentas e dará um toque mais do que especial em suas receitas. Lembre-se de utilizar apenas pimentas que estejam em perfeito estado, sem manchas ou marcas aparentes. Dessa maneira você garante a qualidade e validade de sua conserva.
     


     
    Esterilização dos Recipientes/Frascos de Vidro:

    Para esterilizar os frascos de vidro que serão utilizados para armazenar sua conserva de pimenta em vinagre, basta seguir estes passos:
     

    A – coloque um pano de algodão limpo no fundo de uma panela grande, que será utilizada para ferver os recipientes.  

    B – coloque os recipientes/frascos de vidro com a boca virada para baixo, sem tampa, sobre o pano. O pano de algodão serve como segurança e proteção, para evitar que o vidro se quebre durante o processo de fervura da esterilização .  

    C – encha a panela com água, o máximo que você conseguir. Leve ao fogo e deixe fervendo por aproximadamente 20 minutos. Quando estiver faltando 5 minutos para o término da fervura dos frascos/recipientes, coloque as tampas para ferver também. 5 minutos são suficientes para esterilizar as tampas.  

    D – apague o fogo e deixe a panela esfriando. Apenas retire os frascos/recipientes e tampas no momento em que você for utilizá-los. Observação: verifique cuidadosamente a borda superior do frasco/recipiente, tendo a certeza de que não existe nenhuma lasca ou quebra aparente. Analise também a parte interna da tampa à ser utilizada, evitando utilizá-la caso existam rupturas ou danos à rosca interna. Dessa maneira você garante que sua conserva será fechada a vácuo por completo, garantindo a validade pelo maior período possível.  



    Preparando sua Conserva de Pimentas em Vinagre:  

    A – será necessário seguir um passo preparatório para utilizar suas pimentas de maneira eficaz em sua conserva. Esse procedimento é importante, pois permitirá que o vinagre e qualquer outro condimento utilizado penetrem melhor nas pimentas, tornando o processo de conserva mais eficaz. Para isso, coloque as pimentas escolhidas – aproximadamente 500g - em uma tigela grande. Você pode escolher diversas variedades de pimentas para serem colocadas em uma mesma conserva. Combine as variedades de pimentas com cores diferentes para que sua conserva fique visualmente atrativa e com aroma diferenciado. Prepare uma solução de salmoura utilizando 1 litro de água com aproximadamente 350g de sal. Despeje a salmoura na tigela e mexa levemente. A salmoura auxilia na diminuição da umidade presente nas pimentas, além de permitir melhor absorção do vinagre. Logo em seguida, coloque um prato sobre as pimentas, para fazer peso sobre elas e evitar que fiquem flutuando na salmoura. Desse modo você garante que todas as pimentas ficarão 100% mergulhadas e sofrerão a ação do sal por completo. Deixe as pimentas na salmoura por aproximadamente 8 horas.  

    B – retire as pimentas da salmoura e passe-as em água correte. Logo em seguida, seque-as levemente com um pano de algodão bem limpo, apenas para retirar o excesso de água em torno dos frutos. Para auxiliar no processo de lavagem das pimentas de pequeno porte (malagueta, tabasco, etc), aconselhamos a utilização de um escorredor de macarrão. Dessa maneira você consegue lavar os frutos de forma mais produtiva ao invés de executar a mesma operação diversas vezes em pequenos lotes.  

    C – com o auxílio de um garfo ou uma faca, faça pequenas perfurações ou fendas em torno das pimentas. Se preferir, você pode fatiá-las ou apenas cortá-las ao meio. Lembre-se de proteger suas mãos e olhos no manuseio das pimentas, principalmente após o período na salmoura! 

      D – coloque as pimentas em uma panela e adicione a seguinte mistura: 750ml de vinagre (fermentado de álcool ou outro à sua escolha), 200ml de água e 4 colheres de chá de sal. Caso queira, você pode adicionar temperos ( tal como folhas de louro, sementes de mostarda, etc.) e/ou legumes (cenoura, pepino, dentre outros comumente utilizados na preparação de picles). Leve a panela ao fogo e esquente a mistura por aproximadamente 5 minutos em fogo médio. Esse procedimento serve apenas para elevar um pouco a temperatura da mistura, permitindo que o vinagre penetre de maneira mais eficiente nas pimentas (e legumes, caso adicionados). Não ultrapasse ou esquente por muito mais tempo, pois você poderá reduzir ou remover a acidez do vinagre. Sem a acidez, o vinagre perde suas propriedades antibacterianas e você terá que substituí-lo para que sua conserva seja feita.  

    E – retire a panela do fogo e divida as pimentas em um ou mais recipientes/frascos de vidro esterilizados anteriormente, caso um único recipiente não seja suficiente para a quantidade de pimentas já preparadas. Coloque as pimentas até que fiquem aproximadamente 2cm abaixo do topo do frasco. Finalize completando cada frasco com a mistura de vinagre aquecida anteriormente. Preencha os recipientes o máximo possível, deixando bem menos do que 1cm de espaço em relação ao topo do frasco. Aguarde por alguns minutos para que as bolhas de ar, que normalmente se formam no interior do recipiente, vazem.

    Feche o recipiente muito bem e conserve em local fresco e protegido da luz.
     

    F – após o período de 4 a 6 semanas, você já poderá utilizar sua conserva da maneira que desejar. Para retirar as pimentas, o vinagre, legumes, etc., de dentro de sua conserva, é aconselhável a utilização de utensílios de plástico (garfo ou colher) muito bem esterilizados. Isso não quer dizer que utensílios de metal ou madeira não possam ser utilizados. Mas, normalmente, o metal se não for bem conservado permite a criação de partículas de óxido ou, a madeira, permite a formação de algumas substâncias em sua superfície que podem contaminar ou reduzir a validade de sua conserva, mesmo com a açãoantibacteriana do vinagre.  

    G – uma vez aberta, você deve armazenar sua conserva na geladeira. O vinagre adquire um sabor pungente (picante) e diferenciado, tornando-se um ótimo ingrediente para o preparo de saladas, patês e muito mais. Caso você utilize apenas o vinagre de sua conserva, será necessário repor a quantidade utilizada, pois as pimentas devem sempre ficar submersas na mistura de vinagre. Caso contrário, elas tendem a embolorar e estragar. Antes de retirar o vinagre em grandes quantidades de sua conserva, é aconselhável que você prepare a quantia de reposição utilizando a receita apresentada no passo D. Não é necessário retirar as pimentas do frasco e colocá-las na panela para aquecê-las novamente! Aqueça apenas a mistura de vinagre, pois será o suficiente.  

    H – não se esqueça de anotar a data de produção, bem como o prazo de validade de sua conserva. Seguindo as orientações de forma correta, você poderá manter suas conservas de pimentas em vinagre por até 12 meses. 

  • Conserva de Pimenta em Azeite

A conserva de pimentas em azeite é uma das técnicas que nós do Viciado em Pimentas consideramos como a que exige maior atenção e dedicação e, normalmente, aconselha-se que sejam feitas por pessoas experientes ou mesmo profissionais do ramo de conservas. Isso porque qualquer utilização ou erro na preparação de uma conserva de pimentas em azeite pode levar ao aparecimento de bactérias que podem causar o Botulismo, caso sejam utilizados legumes ou qualquer outro ingrediente com valor de pH totalmente incorreto. O Botulismo é uma forma de intoxicação alimentar que pode ser extremamente perigosa e que não manifesta nenhum traço de sua existência através de odores ou mesmo apresenta sabor diferenciado, sendo praticamente impossível notarmos sua presença.

Em regiões onde a conserva de pimentas em azeite é comumente produzida, como na região sul da Itália, eles baseiam-se em técnicas e procedimentos adquiridos há séculos para a preparação das conservas. Qualquer legume ou ingrediente que será utilizado passa por um processo de correção ou normalização do pH, através da utilização de vinagre e salmoura, em técnicas específicas. Apenas após esse processo são colocadas em contato com o azeite para posterior conservação.

Em contrapartida, aconselhamos todo o cuidado e dedicação de sua parte caso você queira preparar sua conserva de pimentas em azeite. Por esse motivo aconselhamos que você:

• evite o uso de qualquer outro ingrediente, a não ser as pimentas e o azeite. O azeite deve ser extra virgem de primeira qualidade, pois eu pH é controlado e oferece maior garantia de conservação.
• utilize apenas pimentas em perfeito estado, sem manchas ou qualquer outro tipo de marca em sua superfície. Retire sempre o talo das pimentas antes de preparar sua conserva.
• faça quantidades pequenas que possam ser consumidas em períodos de tempo bem curtos (como de 4 a 6 semanas , por exemplo).
• esterilize todos os utensílios que serão utilizados para o manuseio e armazenagem de sua conserva.
• não misture variedades diferentes de pimentas, para que sua conserva tenha um sabor bem acentuado.
• sempre deixe suas pimentas submersas no azeite. Reponha o azeite sempre que seu nível estiver próximo ao das pimentas mantidas em conserva. 




Pasta Base de Carolina Reaper

 Pasta Base de Carolina Reaper

Molhos de Pimenta | Pote de 40 ml

SOMOS OS ÚNICOS NO BRASIL
O Lançamento mais esperado do ano!

Pasta Base de Carolina Reaper, atualmente a pimenta mais ardida do mundo. 1ª Safra - Dezembro de 2014.
Ardência Extrema, insuperável! São 2.200.000 dois milhões e duzentos mil SHU.

Compre rápido a sua!

Poucas unidades, estoque limitado!
R$ 35,00

Calcular Frete

FABIO TUMA
Fazenda Orypaba em Monte Alegre do Sul - SP  
Brasil / CEP 13910-000
CNPJ: 18.159.967/0001-86
by Frequência

019-3899-2404 
019-9-9818-7318 Vivo  
019-9-8295-9795 Tim 
viciadoempimentas@gmail.com
www.viciadoempimentas.com.br/
 

CAROLINA REAPER DANGER DEATH MORTE CHALLENGE - FABIO TUMA COMENDO UMA CAROLINA REAPER A PIMENTA MAIS ARDIDA DO MUNDO (VICIADOEMPIMENTAS)


Fonte: Vídeo no Youtube - Canal do VICIADOEMPIMENTAS FÁBIO TUMA 

https://youtu.be/IEzAvgR1zJo




Site do Viciados em Pimentas

www.viciadoempimentas.com.br/




POSTAGEM DE DESTAQUE

UnBHoje - 6 a 12 de novembro de 2020 (Universidade de Brasília)

  06 A 12 DE NOVEMBRO 2020 ANO 35 Nº 6212 ...